×

Em Campinas, o movimento negro da cidade, militantes da cultura, jovens, professores e organizações de esquerda tomaram às ruas para lutar contra o racismo.

sábado 20 de novembro | Edição do dia

O ato ocorreu nessa manhã com concentração na Estação da Cultura e reuniu diversos setores do movimento negro, da cultura, de organizações da esquerda e com a importante participação de estudantes das escolas públicas e da Unicamp, que junto aos professores da rede estadual e municipal, protestaram contra o racismo pelas ruas da cidade.

Pode te interessar: Veja mais fotos do ato aqui.

Mais de mil pessoas expressavam sua indignação contra a opressão racial e também contra esse governo reacionário de extrema direita, que coleciona absurdos racistas nas suas falas e ações.

Para lutar contra esse sistema de opressão e exploração, que relega ao povo negro miséria, fome, chacina e precarização, é preciso que a força negra se organize junto com a classe trabalhadora para enfrentar o racismo, o governo e todo esse regime degradado.

Veja abaixo, fala da professora Flávia Telles, militante do Quilombo Vermelho:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias