Mundo Operário

GREVE NA CEF

Maíra Machado: "Todo apoio aos bancários da Caixa pelo direito de greve e contra a privatização"

Bancários da Caixa anunciaram greve contra a abertura de capital da empresa e estão sofrendo medidas repressivas da justiça. Frente a essa situação, Maíra Machado, professora da rede estadual e dirigente do MRT declarou ao Esquerda Diário

terça-feira 27 de abril| Edição do dia

"Temos que cercar de solidariedade os bancários que hoje fazem greve contra a privatização da empresa. Mais um ataque dos planos de Bolsonaro, Guedes e dos militares, mas que também vem sendo atacada pela justiça, em um claro cerceamento do direito de greve dos trabalhadores, onde em uma medida inédita impuseram que 60% da categoria continue trabalhando. A mesma justiça que se proclama defensora da democracia e que alguns setores da esquerda aceitam. Mas isso demonstra um medo da luta da categoria que é central no país.

Quem depende de bolsa-família ou de auxílio não compra seguro, não investe em IPO, não contrata financiamento de casa, enfim, não bate meta. Privatização do único banco 100% estatal que sobrou do governo FHC é para precarizar ainda mais os trabalhadores e atender ao mercado financeiro, onde a área privatizada é, na realidade, a mais lucrativa. Vemos a mesma coisa na privatização da CEDAE no Rio de Janeiro.

É importante dizer que a privatização não cai dos céus, como Lula afirmando em entrevista que pensa em privatizar também a Caixa, abrir seu capital, assim como faz Guedes, a principal figura de esquerda, o nome veiculado pela grande mídia contra Bolsonaro, deixa à mercê os trabalhadores e a população que precisam desses serviços." declarou Maíra Machado ao Esquerda Diário

Leia Mais: Bancários da Caixa em greve contra privatização sofrem ameaça da justiça e do governo Bolsonaro




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Justiça dos ricos   /    Professora Maíra Machado   /    Paulo Guedes   /    CAIXA   /    Greve Bancários   /    Privatização   /    Bancários   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar