×

Eleições 2022 | Maíra Machado: "Lançamento da candidatura de Tarcísio Freitas é um show reacionário que só derrotaremos na luta de classes"

No último sábado dia 30, a convenção eleitoral do Republicanos lançou a candidatura de Tarcísio de Freitas ao governo de São Paulo, apoiando sua candidatura estavam presentes além do reacionário Bolsonaro, Eduardo Cunha, um dos pilares do golpe institucional e dos ataques ao trabalhadores e Daniel Silveira, repugnante deputado que quebrou a placa de Marielle Franco. Veja declaração da professora da rede estadual e pré candidata a deputada estadual em SP, Maira Machado, sobre esse show de horrores.

terça-feira 2 de agosto | Edição do dia

“A convenção do Republicanos no último final de semana para lançar a candidatura ao governo de São Paulo de Tarcísio de Freitas, foi um verdadeiro show de horrores. No mesmo palanque com o reacionário Tarcísio de Freitas, ex-oficial do exército que participou da macabra missão no Haiti, estavam Daniel Silveira, ex-PM, defensor do AI-5 e de uma intervenção militar, Eduardo Cunha e por fim Jair Bolsonaro com todo seu reacionarismo, machismo e racismo.

As figuras no palco da Expo Center Norte são as responsáveis desde o golpe institucional a todos os ataques à classe trabalhadora que deram espaço para a realidade de miséria, precarização e fome que vemos hoje. Tarcísio de Freitas ainda é uma das figuras da extrema direita que é contra o ensino sexual nas escolas, numa realidade onde vemos dezenas de milhares de mulheres estupradas todos os anos, e em que grande parte dos abusos ocorrem contra meninas de até 14 anos e mulheres negras, de acordo com dados do Fórum Nacional de Segurança Pública apresentado no dia 27 de junho de 2022.

A nojenta extrema direita reunida nos coloca a urgência de combater esse discurso e política reacionários, que são contra a nossa classe, contra as mulheres, os negros e as pessoas LGBTQIAP+. Esses que diretamente governam para os empresários e patrões precisam ser derrubados nas ruas, com a força da classe trabalhadora organizada. As grandes centrais sindicais, como CUT e CTB precisam sair da paralisia que estão e organizar um plano de lutas, com assembleias de base em cada local de trabalho, com greves e manifestações. Só assim poderemos lutar contra as ameaças golpistas da extrema direita, os ataques e as reformas, sem alimentar nenhuma confiança na direita e nos golpistas, que agora hipocritamente se unem em frentes contra o bolsonarismo, sendo que foram diretamente responsáveis pela eleição de legitimação desse reacionário governo.”

Veja Também: Quem é Tarcísio de Freitas, candidato de Bolsonaro em SP e inimigo dos trabalhadores?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias