MARCELO CRIVELLA

Maioria do TRE vota a favor da inelegibilidade de Marcelo Crivella

A votação, que aconteceu nessa segunda-feira, teve um total de seis votos a favor da inelegibilidade do atual prefeito do Rio de Janeiro e um voto que foi adiado para quinta-feira. Nenhum desembargador votou contra a decisão.

terça-feira 22 de setembro| Edição do dia

foto: oGlobo

Nesta segunda-feira (22) foi votada a inelegibilidade de Marcelo Crivella (Republicanos), atual prefeito do Rio, no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). O resultado da votação foi a maioria a favor da inelegibilidade do prefeito, que é pré-candidato para reeleição.

O desembargador relator é Cláudio Dell’Orto, e votaram junto com ele outros cinco desembargadores: Guilherme Couto; Gustavo Teixeira; Ricardo Alberto Pereira; Cláudio Brandão; e Paulo Cesar Vieira de Carvalho. Além desses, apenas faltou o voto do desembargador Vitor Marcelo Rodrigues, que pediu vistas do processo, causando um adiamento da decisão para quinta-feira, quando anunciará seu voto. Ninguém votou contra o processo.

A assessoria do prefeito afirmou que entrará com recurso após a decisão, e que Crivella poderá participar das eleições. Entretanto, em casos como esse, de julgamento em órgão colegiado, a pessoa condenada pode ficar inelegível, mesmo com recurso.
Marcelo Crivella está sendo julgado pela ocasião de lançamento da pré-candidatura a deputado de seu filho, Marcelo Hodge Crivella, em que foi utilizada a quadra Estácio de Sá com recursos públicos, como transporte da equipe e trabalhadores da limpeza. A multa prevista por abuso do poder político e conduta vedada foi a multa máxima, de R$ 106 mil.




Tópicos relacionados

Eleições 2020   /    Marcelo Crivella   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar