VIOLÊNCIA POLICIAL

Mãe grava depoimento revoltada após jovens negros serem torturados pela polícia na Bahia

Mais uma demonstração da brutalidade policial contra jovens negros é relatado na Bahia, em Capim Grosso. Mãe de Jeanderson e Gedson, Jucide Silva desabafa sobre ter visto seus filhos e vizinhos torturados pela polícia com uma mangueira além de socos e chutes.

quarta-feira 9 de setembro| Edição do dia

Segundo relata a mulher os policiais estavam a procura de um “irmão do Marcelo” e para isso colocaram, não só sua família, como também seus vizinhos para fora das suas casas. E o tratamento que o agente mais repressivo do Estado se concretiza descartando vidas negras e trabalhadoras como se fossem nada.

“Só por que a gente é preto? Aqui todo mundo é honesto, trabalhador”, desabafa a mãe dos jovens. Mas essas palavras para cães do estado burguês não servem de nada, pois justamente é fazendo casos absurdos como esse e vários outros, como foi o caso emblemático do Amarildo em 2013 que nas ruas tornou-se símbolo do ódio a repressão polícia, e mais recentemente teve o caso de George Floyd que estourou revoltas nos Estados Unidos, colocando o Black Lives Matter em cena.

Ainda relata mais ainda a arrogância da ação, quando os policiais além de torturarem fisicamente, humilharam seus filhos simultaneamente verbalmente. “Chamaram meus filhos de ‘cagão’ e ‘aleijadinho’, além de cortarem o cabelo de Jeaderson com uma tesoura”, sustenta a mãe. Um dos seus filhos está usando muletas por ter sofrido um acidente.

Temos que extinguir essa instituição racista e repressora que é a polícia, a mão armada do estado capitalista contra a classe trabalhadora. Que oprime mães e pais de famílias, que tratam o povo negro e pobre como produtos descartáveis.




Tópicos relacionados

Racismo Policial   /    Bahia   /    Violência policial   /    [email protected]

Comentários

Comentar