×

Greve da MRV em Campinas | MRV envia comunicado assediando trabalhadores em greve

Nesta semana após 15 dias de forte greve os trabalhadores da MRV foram surpreendidos com um comunicado da empresa que ordenava o retorno imediato do serviço, desrespeitando o direito de greve desses trabalhadores e os assediando para que voltassem ao trabalho mesmo com as negociações não tendo acabado e não tendo chegado ainda a nenhum acordo.

segunda-feira 2 de agosto | Edição do dia

O comunicado é totalmente absurdo, uma vez que a empresa em 15 dias de greve pouco se dispôs a sentar com a base dos trabalhadores para qualquer negociação mesmo eles tendo a chamado várias vezes. Mostrando assim a arbitrariedade e a intransigência da MRV, que além do comunicado vem com uma série de assédios aos trabalhadores, chegando até a dizer que vão buscar os trabalhadores em casa. Trabalhadores que durante toda a pandemia não tiveram nem mesmo direito a um transporte fretado, tendo que se espremer no transporte público de Campinas e se expor ainda mais a contaminação.

Os trabalhadores seguem em greve com várias obras paralisadas em bairros de Campinas, em meio à uma conjuntura marcada pelos ataques do governo Bolsonaro e Mourão. Lutam pelo direito a PLR e para que não descontem os dias parados, um direito elementar da greve.

A luta dos trabalhadores da MRV pode ser vitoriosa e um exemplo para diversos setores da classe trabalhadora, em especial os trabalhadores precários que são em sua maioria negros, para barrar a precarização do trabalho e os ataques das empresas e do governo.

Desde o Esquerda Diário, o Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT) e a juventude Faísca vieram divulgando e apoiando ativamente essa luta. Todo apoio aos 700 trabalhadores da MRV em greve, abaixo o assédio da empresa e pelo direito de greve de todos os trabalhadores.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias