×

ELEIÇÕES | MRT lança pré-candidatura de Flavia Valle com apoio de vários lutadores e organizações em MG

No domingo (26), dezenas de jovens e trabalhadores se reuniram para o lançamento da pré-candidatura de Flavia Valle a Deputada Federal em Minas Gerais. O evento aconteceu no sindicato Casa dos Jornalistas, em Belo Horizonte, e foi parte dos lançamentos das pré-candidaturas do MRT pelo Polo Socialista Revolucionário em 2022.

sábado 2 de julho | Edição do dia

O lançamento contou com a saudação presencial de militantes e ativistas do Polo Socialista Revolucionário de Minas Gerais como Vanessa Portugal, pré-candidata ao governo pelo Polo Socialista Revolucionário e militante do PSTU, Hormindo Junior, professor da Faculdade de Educação da UFMG, Leonardo Auim, diretor do Sindicato de Petroleiros de Minas Gerais e militante do grupo Emancipação Socialista e Roju Soares militante Ecossocialista e do projeto Na Raiz.

Os impressionantes depoimentos de trabalhadores e trabalhadoras que participaram das recentes lutas do estado foi um ponto auge do lançamento, mostrando uma candidatura completamente conectada com as greves e lutas e também com a juventude. E que expressou sensivelmente os objetivos de uma pré-candidatura militante e que se coloca a batalha a favor da organização da luta da classe trabalhadora junto ao movimento de mulheres, negras e negros, LGBTQIA+ e de povos originários e todos setores oprimidos, contra o governo de extrema-direita de Bolsonaro e dos militares, mas rechaçando o caminho de conciliação com a direita como apresenta a chapa Lula-Alckmin.

Trabalhadores da educação que foram linha de frente no estado contra as reformas Trabalhista e da Previdência e que protagonizaram as greves esse ano da rede estadual contra Romeu Zema e da rede municipal de Belo Horizonte, estes últimos reprimidos violentamente pela Guarda Municipal de Kalil. Estudantes da UFMG que foram linha de frente contra o golpe institucional de 2016 e seguiram em lutas contra o corte de verbas nas universidades e os ataques à educação pública. Petroleiros, que lutam contra a privatização da Petrobrás levada a frente por Bolsonaro, pelo Congresso e pelo judiciário e que agora em Minas Gerais organizam a luta contra a ameaça da venda da Refinatia Gabriel Passos, em Betim. Outros trabalhadores que não puderam estar presencialmente enviaram vídeos de saudação e apoio. Trabalhadoras da saúde, categoria linha de frente na pandemia, e operários metalúrgicos da multinacional Sae Towers em Betim e da construção civil como da empresa UrbTopo, empresa terceirizada da Vallourec.

Todos que conheceram Flavia Valle, o Esquerda Diário, a juventude Faísca e o grupo de mulheres Pão em Rosas em greves e lutas de suas categorias. E expressaram como essa é uma candidatura feita com a força de lutas de trabalhadores e da juventude contra os ataques do governo reacionário de Bolsonaro e Mourão e contra os ataques dos patrões.

Apresentado por Maria Eliza, estudante de biologia na UFMG e também militante da juventude Faísca Revolucionária, o evento também contou com a presença de Diana Assunção, dirigente nacional do MRT e apresentadora do programa Esquerda em Debate, que expressou como é a força da luta das mulheres e pessoas trans internacionalmente pelo direito ao aborto e contra a cruzada reacionária a esse direito que deve inspirar as lutas contra a extrema direita, sem nenhuma ilusão nas instituições e nas saídas de conciliação de classes.

Marcello Pablito, membro da secretaria de negrxs do Sintusp (Sindicato de Trabalhadores da USP) e pré-candidato a Deputado Federal do MRT em São Paulo, também esteve presente e expressou através de vários exemplos de luta de classes nacional e internacionalmente como a auto-organização de trabalhadores é essencial na batalha contra as burocracias sindicais que dividem as nossas lutas de trabalhadores em cada categoria separadamente das lutas políticas nacionais, de forma a lutar para que sejam os trabalhadores e de todos oprimidos par que os capitalistas paguem pela crise (fala na íntegra).

A pré-candidata do MRT, Flavia Valle, que foi a candidata a vereadora mais bem votada do PSOL em Contagem em 2016 e a segunda mais bem votada por esse mesmo partido nas eleições municipais de 2020, não sai como pré-candidata esse ano pelo PSOL depois desse partido ter se aliado com Alckmin e Marina Silva da Rede, e por isso sai como parte das pré-candidaturas do MRT pelo Polo Socialista Revolucionário. Ela começou sua fala agradecendo todos que estavam presentes no evento, colocando como sua candidatura está a serviço de fortalecer todas as lutas, sem nenhuma ilusão de que pela via eleitoral e institucional, conciliando com os patrões e empresários será possível derrotar o bolsonarismo, e políticos burgueses como Zema e Kalil em Minas Gerais, que sempre estão ao lado dos patrões e prontos para reprimir as lutas dos trabalhadores e da juventude.

Flavia disse que estava muito orgulhosa de saber como a apresentação de sua pré-candidatura empolgou diversos companheiros e companheiras com os quais ela já tinha estado lado a lado em diversas lutas no último período, pois agora eles viam nessa pré-campanha uma via de também nas eleições apresentar uma alternativa de independência de classe, defendendo um programa anticapitalista e revolucionário para que os capitalistas paguem pela crise. A pré-candidata terminou reforçando o convite a que todos se somem a essa batalha levando as ideias socialistas e revolucionária para nossos colegas de trabalho, estudo e familiares, ampliando essa campanha militante que não recebe financiamento de patrões e nem do Estado.

Após final do lançamento foi realizado um Arraial da Faísca Revolucionária, que foi um agradável momento de trocas e confraternização entre estudantes, trabalhadores e militantes socialistas e revolucionários que estiveram presentes no evento.

LEIA TAMBÉM: MRT confirma suas pré-candidaturas socialistas e revolucionárias nas eleições de 2022




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias