×

Meio Ambiente | Leite entrega licenciamento ambiental para construção de termelétrica poluente em Rio Grande

Com a emissão das licenças pela Fepam, Eduardo Leite (PSDB) autoriza a iniciativa poluente do capital espanhol no estado do RS. Com a construção de uma estação de gás natural e uma usina termelétrica no Porto de Rio Grande, R$ 6 bilhões serão investidos em queima de combustíveis fósseis para lucrar com o déficit energético brasileiro e o trabalho precário.

quarta-feira 16 de fevereiro | Edição do dia

Na terça-feira (15), a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu as licenças ambientais prévias e de instalação de um terminal de regaseificação de uma usina termelétrica (UTE) no Porto de Rio Grande. A UTE deve ocupar uma área de 159,1 mil metros quadrados e operar com potência de 1.280 megawatts. O gás vai chegar através de navios e será enviado para a usina a partir do próprio terminal.

Eduardo Leite (PSDB) pretende abrir o Rio Grande do Sul para que o capital estrangeiro leve adiante um projeto de R$ 6 bilhões, o maior investimento privado do estado, para queimar combustíveis fósseis e lucrar com a precarização dos postos de trabalho permitida pela reforma trabalhista, bem com a alta de preços gerada pela crise energética no Brasil.

As usinas termelétricas são uma das principais emissoras de gases de efeito estufa, além disso causando uma série de danos ambientais e à saúde humana. Enquanto os capitalistas pretendem lucrar com o preço mais elevado da energia dessas usinas, ativadas devido ao déficit energético ligado à crise hídrica, o povo gaúcho a cada ano sente os efeitos brutais das mudanças climáticas, como os picos de calor de 50º deste verão e a atual estiagem, além do peso crescente da conta de luz no bolso.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias