×

Vale do Paraíba | LG mente: diz que está cumprindo o acordo, mas segue sem pagar direitos a lesionados

Em reportagem para a TV Vanguarda, LG mente dizendo que tem cumprido integralmente o acordo firmado com o sindicato e os trabalhadores, entretanto a empresa segue sem pagar o adicional de indenização para os trabalhadores com sequelas ocupacionais.

domingo 8 de agosto | Edição do dia

Foto: imagem de vídeo da TV Vanguarda

A situação dos trabalhadores com doenças ocupacionais da LG já se arrasta há mais de 3 meses, sem que a empresa aponte nenhuma solução. Conforme denunciamos em outras matérias e vídeos, os trabalhadores conquistaram uma indenização em que, de acordo com o que foi firmado em negociação do sindicato com a empresa perante a justiça, funcionários com doenças ocupacionais e sequelas que reduzam a sua capacidade de trabalho permanentemente (portadores de estabilidade B94) teriam pleno direito à indenização social, conquistada pela greve, além de um adicional que garantisse que pudessem se manter sem precisar se realocar em outro serviço. A empresa, entretanto, decidiu descumprir o acordo, e está se recusando a pagar esse adicional.

Em declaração em uma reportagem para a TV Vanguarda, a LG mentiu dizendo que tem cumprido integralmente o acordo firmado com o sindicato e os trabalhadores, entretanto a empresa segue sem pagar o adicional de indenização para os trabalhadores com sequelas ocupacionais. Na reportagem, várias trabalhadoras relatam como o trabalho extenuante na LG gerou lesões permanentes em seus corpos, uma situação que era reconhecida pela empresa que agora finge não ver esses trabalhadores. O próprio Ministério Público do Trabalho declara no vídeo reconhecer o direito desses trabalhadores, mas a empresa se nega ainda assim a pagar o adicional.

Segundo nos relatou uma das trabalhadoras, a empresa está tentando arrastar essa questão pelo máximo de tempo possível, para desgastar os trabalhadores e obrigá-los a assinarem um contrato que já foi apresentado pelo RH em que não consta a garantia do adicional aos lesionados (B94):
"Os advogados marcaram reunião sexta-feira, dia 06/08, com o sindicato. Reunião esta que não trouxe nenhuma novidade para a gente, ou seja, a gente só ficou sabendo que os advogados vieram e pediram os documentos, documentos estes que eles já tem, entendeu? Então parece que eles querem arrastar cada vez mais a mesma situação. A cada momento, ela (a LG) se pronuncia com várias declarações infundadas, porém nenhuma delas conclusiva. Falou que procuraria nossos advogados em um prazo de 5 dias, só que não procurou… Falou que só as pessoas reintegradas seriam reconhecidas, mas no grupo de 22 duas pessoas, existem funcionários e reintegrados que não foram reconhecidos. Na data do dia 04/08/21, que foi nessa semana, o RH chamou funcionários para eles ’repensarem em contratos’. O contrato, que já foi negado pelos B94, entendeu?! Tipo assim: “olha, você não quer pensar mesmo, não vai assinar mesmo”, vindo com essa situação novamente, sendo que, como que a gente vai assinar esse contrato se em nenhum momento ela defende a causa dos B94? Eles querem dar esse contrato pra gente no valor de uma pessoa que não teve sequela! Os valores não batem! Pedimos aqui a atenção das autoridades para nos ajudar, pois é insustentável essa situação. Em várias entrevistas, vários depoimentos com documentação incontestáveis, pois provas são evidentes, a Ford, a Volks reconheceram seus funcionários… só a LG que não. Ela não quer reparar as lesões que vamos levar para o resto de toda a nossa vida! Cada hora é uma coisa, falam que o RH não sabia que os funcionários eram B94… Chega né! Chega! Não tem mais desculpa esfarrapada, nos reconheça! É direito nosso! Já lutamos e ganhamos! Façam o que é da sua inteira responsabilidade! Enquanto eles alegam não saber que os funcionários eram B94, acordamos com dor na madrugada, em alguns faltam cartilagem, outros haste nos ombros, e outros viram robô com até controle remoto. E sem falar no coquetel de remédios e no psicológico que já não é mais o mesmo a muito tempo. Chega, né LG!"

Nós do Esquerda Diário repudiamos essa postura da LG e exigimos imediato pagamento de todos os direitos desses trabalhadores. Com o fechamento, essa empresa já está deixando centenas de trabalhadores na rua em meio à situação de crise que vivemos no país. Por isso, pagar corretamente a indenização e o adicional para lesionados é o mínimo que essa multinacional bilionária deve fazer, uma vez que essas demissões nem deveriam estar ocorrendo. Nos solidarizamos com esses trabalhadores e lutamos contra os fechamentos de fábricas e demissões que estão ocorrendo em todo o Brasil.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias