×

LAVA-JATO | Kassio Nunes, ministro do STF indicado por Bolsonaro, adia julgamento sobre Sergio Moro

terça-feira 9 de março | Edição do dia

Após voto de Gilmar Mendes pela suspeição do juiz Sergio Moro no julgamento de Lula, o ministro Kássio Nunes, indicado ao STF por Bolsonaro, pediu vista e adiou conclusão do julgamento sobre Moro. Ao que tudo indicava, a segunda turma do STF iria definir a parcialidade de Moro no caso do triplex, o que poderia afetar o conjunto dos casos envolvidos da Lava-Jato.

Lewandowski nesse momento lê sua decisão para a segunda turma, indicando voto favorável também. Ainda que Kássio Nunes tivesse votado contra manobra de Fachin para suspender votação de hoje, Kássio pede vistas e dessa forma adia votação por enquanto.

- Saiba mais: Lula e o xadrez golpista por trás da decisão de Fachin

Carmen Lucia indicou hoje a possibilidade também de voltar atrás de seu voto (feito em 2018), o que poderia aumentar a vantagem contra Moro. O mesmo STF, que foi peça fundamental para retirar Lula das eleições de 2018, agora analisa a evidente parcialidade de Moro no caso.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias