×
Rede Internacional

Política migratória nos EUA | Kamala Harris vai a América Central para dizer aos imigrantes: “Não venham aos EUA”

Visita de Kamala Harris à América Central é parte da política do governo Biden de dar continuidade à perseguição, repressão e encarceramento em massa de migrantes latinoamericanos.

terça-feira 8 de junho | Edição do dia

Foto: Josue Decavele/Getty Images

A viagem de 3 dias da vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, passará pela Guatemala, El Salvador e Honduras e tem o objetivo de contar as ondas migratórias que tem origem nesses países, de onde milhares de pessoas se arriscam na travessia da fronteira do México com os EUA em busca de melhores condições de vida.

Em seu pronunciamento, Harris declarou que “os Estados Unidos continuarão aplicando nossas leis e protegendo nossas fronteiras” e completou: “se vocês vierem para nossa fronteira, serão mandados de volta. (...) Não venham, não venham”.

Veja também: Migrantes: a primeira crise do governo Biden

Diferente do discurso eleitoral de Biden que, para se contrapor a Trump, fez demagogia com a política migratória nos EUA, criticando o hediondo encarceramento de crianças imigrantes em gaiolas, por exemplo, esse mais novo episódio protagonizado por Kamala Harris (a primeira mulher negra a bombardear a Síria) mostra o caráter racista do Partido Democrata e a maneira como trata a questão migratória. Até porque os centros de detenção de imigrantes no governo Biden seguem lotados de crianças.

Veja também:
Biden, o suposto “mal menor” e as crianças nas fronteiras




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias