×

#PL490NÃO | Juventude Faísca se mobiliza junto aos indígenas contra PL490 e marco temporal

Ato aconteceu nessa madrugada em Campinas, contra o PL490 e o marco temporal que será votado hoje pelo STF.

quarta-feira 30 de junho | Edição do dia

Foto: Arquivo

Na madrugada desta quarta-feira (30), dia nacional de luta dos povos indígenas contra o PL490 e o marco temporal que será votado hoje pelo STF, a Juventude Faísca - Anticapitalista e Revolucionária se uniu ao estudantes indígenas da Unicamp, movimentos sociais e organizações de esquerda e fecharam a Rodovia Zeferino Vaz em Campinas.

Veja também: Paralisar o país para derrubar o governo e barrar o massacre aos indígenas

O PL490 é mais um ataque do governo Bolsonaro e Mourão e desse regime golpista aos povos indígenas, devastando a já precária política de demarcação de terras no Brasil, garantindo maior abertura para empreendimentos predatórios dos grandes latifúndios, do agronegócio à mineração. Os ataques aos povos originários vem em escalada com a política de Bolsonaro, mas também no Congresso Nacional, que avança em aprovar ataques que beneficiam os interesses do agronegócio e do imperialismo estadunidenses.

É necessário a que a juventude esteja lado a lado com os indígenas e ambos com os trabalhadores para derrubar não só Bolsonaro, mas também Mourão, que é um racista de primeira linha, e todo o regime político que quer descarregar todos os ataques como estão fazendo agora.

Só a nossa luta independente pode derrubar esse governo, apostando na poderosa aliança entre povos originários, a classe trabalhadora e a juventude. Para isso temos que fortalecer nossa organização pela base, assim, fazemos um chamado as organizações de esquerda para conformar comitês por uma greve geral exigindo um plano de luta das centrais sindicais, para fortalecer essa perspectiva.

EDITORIAL: Greve geral para derrubar Bolsonaro, Mourão, os ataques e impor uma nova Constituinte




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias