Gênero e sexualidade

#JUSTICAPORMARIFERRER

Justiça por Mari Ferrer: Estudantes da UNB pedem que DCE se mobilize para os atos

Indignados com o caso de Mari Ferrer, estudantes da UnB chamam em suas redes sociais que seu diretório central organize es estudantes para lutarem por justiça

quinta-feira 5 de novembro| Edição do dia

O caso de autoritarismo e misoginia do judiciário brasileiro contra a influencer Mari Ferrer - classificando violência sexual como “estupro culposo” -, fora toda conduta machista, misógina e de humilhação contra Mari do advogado de defesa do estuprador André de Camargo, Cláudio da Rosa Filho, durante a audiência, causou furor e indignação.

Atos estão sendo organizados em todo o país. Na capital federal, Brasília, duas grandes atividades vêm sendo promovidas. A primeira ocorreu hoje (04/11) às 19 horas na Praça dos Três Poderes e contou com mais de 260 pessoas. A segunda se dará no sábado (07/11) às 15 horas, no mesmo local (Praça dos Três Poderes).

Nessa medida, nós da Juventude Faísca Anticapitalista e Revolucionária exigimos ao DCE da UNB que convoque ofensivamente es estudantes para lutar pelo fim da violência contra a mulher. Apenas a nossa luta pode fazer justiça por Mari Ferrer e todas as outras!

- 

Somente com a nossa mobilização poderemos pôr abaixo o autoritarismo machista do judiciário brasileiro e enfrentar a violência contra a mulher, que anda de mãos dados com o sistema capitalista.




Tópicos relacionados

#JUSTIÇAPORMARIFERRER   /    Mari Ferrer   /    Caso Mari Ferrer   /    Comitê Esquerda Diário DF/GO   /    UnB   /    Machismo   /    Brasília   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar