×

LGBTfobia | Justiça por Dandara: travesti negra é assassinada a tiros em Niterói (RJ)

Em mais um crime bárbaro que demonstra a LGBTfobia que ainda é forte no Brasil, uma travesti negra foi encontrada morta, com 5 tiros, no centro de Niterói.

sexta-feira 13 de agosto | Edição do dia

(Foto: Reprodução)

A travesti foi identificada apenas como Dandara, e teria entre 45 e 50 anos.

O crime foi cometido em frente a sede do Grupo Diversidade Niterói (GDN), na Praça Juscelino Kubistchek, na Avenida Visconde do Rio Branco, Centro de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. A avenida é uma das mais movimentadas da cidade. O corpo foi encontrado, na manhã desta sexta-feira (13/08), na beira da Baía de Guanabara, segundo a vereadora Benny Briolly, do PSOL.

O GDN convocou um ato para a próxima segunda-feira (16/08), as 15h, no local do crime, repudiando a LGBTfobia e a violência contra travestis e transsexuais.

Leia mais: No país de Bolsonaro e das igrejas evangélicas, homicídios de LGBTs cresceram 25% em 2020




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias