×

Polícia Racista | Jovem trabalhador é preso injustamente após pedir à polícia socorrer prima baleada no RJ

Tiago Marques de Oliveira, de 28 anos, foi atingido por estilhaços no ombro após tentar socorrer sua prima de 14 anos que foi baleada na perna.

quarta-feira 4 de agosto | Edição do dia

Foto: Arquivo Pessoal

Tiago Marques de Oliveira, de 28 anos, foi preso no último sábado (31) por policiais militares após tiroteio no Morro do Salgueiro, na zona norte do Rio. Tiago foi atingido por estilhaços no ombro depois de tentar socorrer sua prima de 14 anos que foi baleada na perna.

De acordo com familiares, o jovem trabalhador que trabalha como estoquista em uma escola particular, foi até a comunidade para pegar cesta básica junto com seu pai e ficou no bar da família quando foi surpreendido pelo tiroteio por volta das 17h. Durante a operação, Tiago teria colocado todos que estavam por perto dentro do bar e mesmo depois de ferido ajudou sua prima que levou um tiro na perna e foi colocada na viatura por familiares até o Hospital Municipal Salgado Filho.

Pode te interessar: Brasil bate recorde em número de mortos pelas mãos da polícia em 2020, segundo Anuário

Tiago foi levado ao hospital também por uma viatura da PM, após receber atendimento foi algemado e levado a delegacia para prestar esclarecimentos e chegando lá foi preso ao ser acusado de trocar tiros com os policiais militares, afirmou o primo de Leonardo ao site UOL.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu em audiência de custódia manter Tiago preso mesmo sem nenhum indicio de seu envolvimento no tiroteio. O advogado de Defesa, Carlos Alberto Barbosa, afirma a irregularidade da prisão, que nem exames residuográficos, que detectam pólvora nas mãos da pessoa utilizou a arma, foi feito antes da prisão.

Em nota, a Polícia Civil não explicou o motivo de não ter solicitado o exame residuográfico, escancarando mais uma vez a arbitrariedade dessa polícia assassina e seu caráter de braço armado do Estado, tendo como função reprimir e matar a população jovem, negra e trabalhadora nas periferias, com o aval do Judiciario racista, como foi em Jacarezinho.

Veja também: A pele alvo: 79% dos mortos pela polícia em 2020 são negros

Última atualização 20h

Correspondente do Esquerda Diário conversou com moradores que informaram ter conseguido Habeas Corpus para Tiago e a previsão é que seja solto ainda hoje. Os moradores informam também que um ato está sendo organizado para o próximo sábado.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias