Sociedade

VIOLÊNCIA RACISTA

Jovem negro é espancado por seguranças em supermercado de MG após ser acusado de roubo

Mais um jovem negro, dessa vez, Alex Júnior Alves de Souza, foi agredido no supermercado Guaicuí, na cidade de Várzea da Palma.

terça-feira 8 de dezembro de 2020| Edição do dia

Foto: Reprodução

Pouco dias após o assassinato de João Alberto, homem negro que foi espancado até a morte por policial e um segurança do supermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), mais um caso de violência racista aconteceu neste fim de semana contra um jovem negro em Várzea da Palma, no norte de Minas Gerais.

Alex, de 28 anos, foi espancado dentro do supermercado Guaicuí onde foi acusado por um segurança de ter roubado uma botina. Alex teria sido arrastado pelo dono do mercado, que estava armado, e por outros seguranças para uma sala onde houve o espancamento.

Alex deu depoimento à polícia, ainda na unidade de saúde em que foi atendido após as agressões, em vídeo, relatou a violência que sofreu: “Me pegou, deu porrada na boca do estômago, na boca, enquanto eu estava no chão, os dois me chutaram. O pessoal que estava dentro lá na hora, o pessoal ouviu eu falando que eu não estava errado e que eu ia provar que estava certo”.

Imagens da câmera de segurança mostram que o jovem não roubou nada e que já entrou no supermercado com a botina que tinha comprado em outro comercio da região.

Testemunhas que presenciaram a abordagem dos seguranças tentaram filmar a cena mas foram impedidos por funcionários do estabelecimento. Antes de ser impedida de gravar, uma mulher afirma: “Hoje em dia tem que filmar tudo, matam a pessoa fácil, fácil... Você não pode fazer isso, matou o cara do Carrefour desse jeito”

Protesto contra o supermercado Guaicuí foi marcado nas redes sociais para o próximo sábado, dia 12, em frente frente ao estabelecimento.




Tópicos relacionados

Violência racista   /    Racismo   /    Sociedade   /    [email protected]

Comentários

Comentar