×

Racismo | Jornalista bolsonarista faz ataque racista a Mano Brown e seus fãs

O jornalista bolsonarista Silvio Navarro expressou seu ódio racista no twitter com a seguinte mensagem: “Mano Brown exige certificado de vacinação para entrar em shows. Atestados de antecedentes criminais não são exigidos.”.

sábado 8 de janeiro | Edição do dia

Nessa semana, o rapper Mano Brown declarou que quem quiser assistir seus shows e dos Racionais MC’s, precisará apresentar comprovante de vacinação, por conta da pandemia de covid 19 e do aumento do número de casos após a variante Omicron começar a circular com força. Além da gripe influenza também está lotando o sistema de saúde. O comprovante de vacinação já é exigido para entrada em vários locais e shows em diversas partes do país.

O post gerou uma grande revolta na comunidade do Rap Nacional, que denunciaram Navarro por racismo, descriminação e criminalização do público de Rap. Bombardeado por respostas e questionamentos sobre sua publicação, o jornalista acabou limitando as visualizações de seu tweet e posteriormente o apagando.

Silvio Navarro é ex-comentarista do canal RedeTV e defendeu Bolsonaro na cobertura das mobilizações antidemocráticas que ocorreram no 7 de setembro de 2021, onde Bolsonaro e seus apoiadores defenderam abertamente um conteúdo extremamente reacionário, ameaçando diretamente a representantes de outros poderes, como o Judiciário ao mesmo tempo que haviam setores defendendo a ditadura militar, entre outros conteúdos antidemocráticos.

Esse discurso racista de criminalização da comunidade negra e do rap é o que a polícia e o Estado se utilizam para justificar as chacinas e assassinatos nas periferias, como já tivemos casos esse ano com a morte de Kevin Lucas, uma criança de 6 anos, junto a outra que foi baleada no Rio de Janeiro. Ou também o judiciário, que por vezes se coloca opositor ao bolsonarismo, mas é parte de alimentar esse discurso racista quando mantém presos sem julgamento 40% da população carcerária, em celas super lotadas.

Assim como os militares, basta lembrar as barbaridades cometidas no Haiti durante os anos de governo do PT, e que serviram de base de treinamento para a implementação das UPPs também sob gestão petista. Essa repressão contra a população negra é uma reação que busca conter o potencial explosivo dessa população, que é a que vive as maiores contradições do capitalismo e as heranças escravistas no Brasil, como as que estão presentes na reforma trabalhista, ou na mortalidade da pandemia atingir sobretudo essa parcela da população.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias