×

RACISMO NO FUTEBOL | Jogador do Man United, Anthony Martial, volta a ser alvo de racismo no futebol inglês

Há menos de um mês, o atacante Anthony Martial e o zagueiro Tuanzebe, jogadores do Manchester United da Inglaterra, sofreram uma série de comentários racistas nas redes sociais. Novamente os ataques se repetem e semana após semana presenciamos cenas desse tipo no futebol mundial.

segunda-feira 15 de fevereiro | Edição do dia

Martial e Tuanzebe — Foto: Site oficial do Manchester United

Após empate do United com o West Bromwich, Martial novamente sofreu de mais ataques racistas. Martial e Axel Tuanzebe sofreram ataques similares em 27 de janeiro. Inúmeros comentários racistas tomaram conta de uma postagem do jogador, dias após o Facebook ter dito que estava impondo duras penalidades aos perfis identificados. Além disso, o jogador ainda recebeu ameaças de morte.

Além deles, outros jogadores do futebol inglês também sofreram ataques racistas, como Marcus Rashford e Lauren James, também do Man United, além de Reece James do Chelsea e Alex Jankewitz, do Southampton.

Em iniciativa conjunta, Manchester United, Manchester City, Everton e Liverpool, emitiram comunicado pedindo o fim do racismo. "Nós condenamos o abuso racial que muitos jogadores, funcionários e colaboradores continuam a sofrer, mais recentemente nas plataformas de redes sociais", disse um trecho da publicação.

A Premier League, que organiza o Campeonato Inglês, também anunciou um plano para erradicar as injúrias raciais e criar mais oportunidades para minorias no futebol. Casos como esse acontecem diariamente no futebol, modalidade que concentra cerca de 90% dos casos de racismo no esporte, e as federações se mantêm de olhos fechados, são totalmente coniventes, quando não diretamente negam que o racismo existe no futebol.

Veja Mais: "Racismo no esporte não existe" diz presidente da Federação Francesa sobre caso de Neymar




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias