Sociedade

COVID-19

Já são 6,5 milhões de casos de Covid-19 no Brasil e 18 estados com tendência de alta de mortes

Com o alastramento da crise sanitária, Brasil chega a 175.981 mortes e 6.534.951 casos de Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa

sábado 5 de dezembro de 2020| Edição do dia

Imagem: Getty Images

A partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, foi divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa um novo levantamento de dados sobre a pandemia no Brasil, na última sexta-feira (4).

Através dos dados divulgados, foi constatado que 6.534.951 pessoas foram infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia, sendo 47.435 casos confirmados só no último dia. Em relação a média móvel de infecções nos últimos 7 dias, foi de 42.783, variando em 45% em comparação com a média estabelecida há 14 dias e sendo a maior registrada desde 18 de Agosto, quando foram registrados 42.783 casos.

Nas últimas 24 horas, foram registradas 674 mortes por Covid-19, totalizando 175.981 mortes ao longo da pandemia. Em relação a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias, houve um aumento de 19% nos em comparação com a média de 14 dias atrás.

Além disso, 18 estados apresentaram alta em sua média móvel de óbitos: PR, RS, SC, ES, MG, SP, MS, MT, AC, AP, RO, RR, TO, CE, MA, PB, RN e SE. Desde que o consórcio de imprensa passou a acompanhar esses dados em meados de julho, foi a primeira vez que 18 estados apontam esse tipo de alta.

Ainda há 5 estados e o distrito federal, que seguem estáveis em relação a variação de mortes: DF, AM, PA, BA, PE e PI. E apenas 3 em tendência de queda: RJ, GO e AL.

Enquanto tal situação segue levando vidas, tendo em vista os dados alarmantes recentes, Bolsonaro e esse regime baseado na exploração e na precarização da saúde, do trabalho e da vida sequer realizaram tarefas mínimas para o combate à pandemia, como a testagem massiva, ou mesmo a total utilização dos recursos disponíveis para tal enfrentamento. Inclusive, o mesmo avança com o seu projeto privatista e de desmonte do serviço público, como a recente tentativa de privatização do SUS.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    pandemia   /    Governo Bolsonaro   /    João Doria   /    Sociedade

Comentários

Comentar