Internacional

PALESTINA SOB ATAQUE

Israel bombardeia Faixa de Gaza e deixa pelo menos 20 mortos, sendo 9 crianças

Segundo ministro da saúde da Palestina, já contam pelo menos 20 mortos no ataque covarde de Israel à Faixa de Gaza. 9 delas são crianças e há pelo menos 65 feridos.

segunda-feira 10 de maio| Edição do dia

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu afirmou que o bombardeio ocorreu como represália a foguetes disparados pelo Hamas. O aliado de Bolsonaro disse que "cruzaram a linha vermelha" e que Israel "responderá com muita força". Os alvos de Israel incluíam crianças que jogavam futebol no momento em que receberam as bombas, uma delas uma menina de 10 anos.

A verdade é que o mês do Ramadã tem sido extremamente violento contra os palestinos. Desde sexta-feira (7) tem ocorrido conflitos entre a polícia israelense e palestinos todos os dias na Jerusalém Oriental, nos arredores da cidade antiga. Na noite santa de Laylat al-Qadr, o evento mais importante do mês, os palestinos sofreram mais ataques. Milhares de pessoas haviam se juntado na última sexta do Ramadã e muitos ficaram para protestar contra os despejos de palestinos que vem ocorrendo no bairro de Sheikh Jarrah.

Sobre isso, sabia mais aqui: Provocação em Jerusalém: reprimem palestinos e permitem marcha da direita israelense

Agora, nessa segunda-feira, o governo de extrema-direita de Israel acusou o Hamas de soltar foguetes contra Jerusalém. Admitiram, inclusive, que ninguém saiu ferido, mas responderam deixando 65 feridos e pelo menos 20 mortos.

- Para saber mais sobre o conflito Israel-Palestina, ouça nosso podcast internacional aqui.

Na legenda: "#GazaUnderAttack Ataques aéreos israelenses acabam de matar 20 civis, inlcuindo 9 crianças e mais de 60 feridos.

O número de mortos está para a aumentar enquanto foguetes (que não mataram ninguém) e ataque de precisão de Israel continuarem"

Abaixo, é possível ver protesto dos palestinos contra os ataques à Gaza:

"Ataques de Israel em Gaza deixam 21 civis mortos, 15 crianças entre eles. A brutalidade do regime sionista nunca está em questão."




Tópicos relacionados

Exército de Israel   /    #ResistePalestina   /    Palestina   /    Estado de Israel   /    Conflito Palestina-Israel   /    Israel   /    Internacional

Comentários

Comentar