×

PALESTINA | Israel barra vacinas enviadas à Palestina e poderá destruir outras 800 mil doses

Israel vem bloqueando à muitos meses a entrada de vacinas na Palestina, dando continuidade ao seu projeto imperialista de extermínio do povo palestino. O governo israelense também poderá destruir 800 mil doses de vacina, que estão próximas de vencer. Enquanto que Israel já vacinou 57% da sua população, a Palestina tem apenas 7,5% da sua população vacinada, o que escancara ainda mais o quão absurdo é o bloqueio e o descaso israelense com as vacinas.

terça-feira 29 de junho | Edição do dia

Foto: HAZEM BADER / AFP

Israel pode jogar fora 1 milhão de vacinas porque elas estão chegando no prazo de validade. O governo israelense disse ter tentado negociar com a Palestina, mas além de estar incluído no acordo a não imunização da população da Faixa de Gaza, as tratativas do acordo ainda poderiam demorar e acabar vencendo, não valendo a pena comprar, o que fez o governo palestino recusar as vacinas. Agora estão usando o falso argumento de que jogarão fora porque a Palestina não quis. O fato é que Israel, que controla o que entra e o que sai da Palestina, vem barrando a muitos meses a entrada das vacinas na Faixa de Gaza. O contrato de Israel com a Pfizer, por exemplo, não inclui a vacinação do povo palestino.

Existem 800 mil doses das vacinas Pfizer-BioNtech, que vão expirar no final de julho, e outras 600 mil doses serão utilizadas em sua própria população, de acordo com um relatório do governo israelense. Israel tem cerca de 1,4 milhão de vacinas que expirarão no final de julho, mas usará essas 600 mil para vacinar 300 mil adolescentes de 12 a 15 anos.

O Ministério da Saúde destruirá estas 800.000 doses de vacina contra o coronavírus que estão prestes à expirar, o que é repugnante, pois estas doses já poderiam ter sido enviadas gratuitamente para o povo palestino, muito antes de se aproximarem do seu vencimento. Enquanto que Israel já vacinou 57% da sua população, a Palestina tem apenas 7,5% da sua população vacinada, o que só escancara ainda mais o quão grotesco é o bloqueio israelense das vacinas.

Essa política do Estado de Israel, apoiada pelo imperialismo norte-americano, tanto por Democratas e Republicanos (como Biden e Trump), também e continuidade da política de extermínio e limpeza étnica contra o povo palestino, que já vem sofrendo com todas as formas de violência possíveis há anos por parte desse estado genocida que é Israel. Viva a luta do povo palestino! Todo apoio à resistência do povo palestino contra a opressão israelense!

Veja mais: Milhares de palestinos se mobilizaram na Cisjordânia contra a ofensiva colonialista de Israel

Palestinos pedem a renúncia do presidente Abbas após morte de opositor detido




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias