×

Alta nos preços | Inflação dos alimentos é a mais alta desde 2015. Alta de 0,95% só em março

Março registra uma prévia da inflação (IPCA-15) com aumento de 0,95%, e o acumulado dos últimos doze meses chega em 10,79%. Não se via um IPCA tão alto desde 2015. Esses resultados foram publicados nesta sexta-feira (25/03) pelo IBGE.

sexta-feira 25 de março | Edição do dia

Em meio a Guerra na Ucrânia e o acúmulo de contradições internas no Brasil, quem paga a crise são os trabalhadores. O maior aumento foi do grupo de alimentos básicos e bebidas, que sobe 1,95%, Alimentos como cenoura tiveram uma alta de 45,65% no preço, o tomate teve aumento de 15,46%, e frutas 6,34%.

Os motivos são variados mas destaca-se além da crise climática e o clima adverso que afetou as plantações com excesso de chuva no Sudeste e período de seca no Sul, a guerra na Ucrânia também aumentou as cotações de commodities agrícolas, como trigo, milho e soja. Assista o podcast “O Brasil não é para amadores: aumento do preço dos combustíveis e alimentos”, onde Danilo Paris e Leandro Lanfredi desenvolvem uma análise sobre os aumentos.

Em 2021 vimos cenas como as filas do osso e do lixo, na época a prévia do acumulado dos 12 meses era entre 8,6% e 10,3%. Agora chegamos a 10,79%.

Na época desses episódios degradantes, em que a população foi obrigada a recorrer aos restos de ossos ou mesmo lixo, para conseguir levar comida para casa, publicamos um editorial assinado por Diana Assunção, a “Fila do osso é símbolo da barbárie capitalista: por um plano de luta já”.

Leia mais sobre os aumentos dos alimentos neste texto aqui!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias