×

Repressão contra indígenas | Indignante: Tenente coordenador da Funai ameaça “meter fogo” em índios isolados no Amazonas

Em áudio vazado, o tenente do exército e coordenador da Funai, Henry Charlles Lima da Silva disse numa reunião na aldeia Vida Nova no AM, que "meteria fogo" nos índios isolados em meio a conflito envolvendo o povo marubo.

quinta-feira 22 de julho | Edição do dia

IMAGEM: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images

O Coordenador da Funai no Vale do Javari (AM) e tenente da reserva do Exército Henry Charlles Lima da Silva disse em reunião com líderes do povo marubo que dispararia junto com eles contra indígenas isolados caso não houver interferência da Frente de Proteção Etnoambiental e da mesma não “cuidar” dos índios isolados em meio a um conflito entre os povos.

Segundo o coordenador: “Eu vou entrar em contato com o pessoal da Frente e pressionar: ‘Vocês têm de cuidar dos índios isolados, porque senão eu vou, junto com os marubos, meter fogo nos isolados’”

Saiba Mais: Violência contra indígenas aumenta 150% no primeiro ano de Bolsonaro na presidência

A reunião se deu depois de ter ocorrido um sequestro de uma mulher de 37 anos de uma aldeia vizinha, por parte de indígenas isolados, segundo os marubos. A suposta aparição dos isolados na área do rio Ituí vem sendo investigada pela Frente de pressão Etnoambiental do Vale do Javari.

Trata-se de mais um ato que demarca o caráter extremamente violento que o governo de Bolsonaro e Mourão, assim como deste regime golpista diante dos povos indígenas, por via dessa declaração ameaçadora.

É fundamental que o enfrentamento aos mesmos passem pela unificação da classe trabalhadora junto com povos originários e também contra todas as políticas promovidas pelo agronegócio, que por si só, acaba sendo um dos principais responsáveis pelos assassinatos de indígenas.

Leia Também: Indígenas mostram o caminho da mobilização: unidade com eles e não com a direita




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias