×

No Planalto | Indígenas queimam caixão de 10 metros contra medidas de morte de Bolsonaro, Congresso e STF

A morada de Jair Bolsonaro foi recebida com força hoje. ’Genocídio’, ‘ecocídio’, ‘Fora Garimpo’, ‘Marco Temporal Não’, ‘não é só um vírus’ e ‘condenação ao genocídio’ foram alguns dos dizeres no caixão de 10 metros que foi incendiado hoje, 27, em frente ao Palácio do Planalto. Milhares de indígenas fazem acampamento em Brasília desde o início da semana e vão seguir em luta, apesar do STF ter tentado desmobilizá-los.

sexta-feira 27 de agosto | Edição do dia

1 / 4

{Foto: Tuko / Esquerda Diário}

Um caixão enorme, de 10 metros de comprimento, da altura de uma pessoa, e com várias palavras de ordem, foi incendiado na manhã dessa sexta-feira, 27. O protesto visa representar algumas das barbaridades cometidas pelo governo Bolsonaro.

As medidas da morte também vêm sendo realizadas pelo Congresso Nacional e o STF, que avaliza o conjunto dos ataques neoliberais em curso. Indígenas apontam o caminho para combater os ataques de diferentes atores do regime.

A fumaça chegou a uma altura maior do que a do palácio e, se não defumou o presidente, foi grande o suficiente para ganhar as redes sociais de todo o país.

- Sobre a luta dos indígenas contra o Marco Temporal, leia mais aqui: A luta continua! Apesar do adiamento indígenas mantêm mobilização com grande marcha em Brasília




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias