×

Novo Ministro Minas e Energia | Indicado de Bolsonaro, Saschsida já disse que não vai reduzir o preço dos combustíveis

Após o anuncio do aumento do preço médio dos combustíveis nas refinarias em 8,87% nas refinarias, Bolsonaro demitiu Bento Albuquerque, o militar da marina da pasta de Minas e Energia. No lugar dele entrará o liberal Adolfo Saschsida, que já deixou claro que não irá reduzir o preço dos combustíveis.

quarta-feira 11 de maio | Edição do dia

O "novo" ministro, Saschida, é um bolsonarista braço direito de Paulo Guedes no ministério da Economia. Segue a mesma lógica de Guedes e Bolsonaro: ajuste fiscal para atender o interesse dos empresários e fazer com que os trabalhadores e população paguem a conta.

Além disso, ele é um reacionário e misógino. Chegou a declarar que "mulheres são mais eficientes fora do mercado", mostrando o quão degenerados são os aliados de Bolsonaro. Como se pode ver aqui, ele também disse que Pinochet era de esquerda na política, ou seja, ele compara um ditador que leva nas suas costas milhares de assassinatos, mortes e desaparecimentos de estudantes e trabalhadores a um governo "esquerdista":

"Pinochet é um cara difícil de enquadrar, porque, por um lado, ele colocava o Estado acima do indivíduo. Então, desse jeito ele é um esquerdista, mas por outro lado ele queria o sistema de preço via mercado e a propriedade privada. Na parte econômica, Pinochet era de direita, mas na política, de esquerda".

Declarações como essas só mostram que esse ministro é parte instrínsica do que é o Bolsonarismo que fala tamanhas besteiras para reforçar o seu reacionárismo. Isso também mostra que de "novo" esse ministro não tem nada, ele é parte de uma extrema direita nojenta que afunda o país em crise e fome e sempre que pode destila seu ódio contra os trabalhadores e setores oprimidos. A nomeação dessa figura deplorável vem justamente num momento de recomposição de Bolsonaro nas pesquisas.

Com o novo aumento, o preço médio do combustíveis nas refinarias chega em R$ 4,91, um aumento de 40 centavos. Assim, o diesel acumula 47% de alta somente este ano, impactando diretamente no preço de alimentos e em outros itens. A direção da Petrobras disse que esse aumento é “apenas parte da elevação observada nos preços de mercado”, mas a verdade é que esse aumento serve apenas para enriquecer o os acionistas estrangeiros que hoje usurpam metade dos lucros da empresa.

Veja também: Petrobras aumenta preço do diesel nesta terça para garantir lucro aos acionistas

Enquanto a população paga a conta, Bolsonaro segue com sua demagogia para tentar tirar sua responsabilidade por mais esse aumento. Disse: "Petrobras, não aumente mais o preço dos combustíveis. O lucro de vocês é um estupro, é um absurdo. Vocês não podem aumentar mais o preço do combustível". O presidente da Petrobras é indicado por Bolsonaro, logo, esse aumento e toda a crise dos combustíveis tem responsabilidade direta de seu governo reacionário que aprofundou a subordinação dos preços ao mercado internacional e a entrega de bandeja dos lucros das empresa para um punhado de empresários parasitas.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias