×

GARIMPO ILEGAL | Incentivado por Bolsonaro, garimpo ilegal polui águas de terras indígenas em Roraima

A Terra Indígena Raposa Serra do Sol (TIRSS) em Roraima está sendo duramente atingida pelo garimpo ilegal na região, atividade largamente incentivada pelo governo de Bolsonaro e Mourão, que está deixando sua marca de destruição ao meio ambiente.

segunda-feira 8 de fevereiro | Edição do dia

Imagem: Folha de S. Paulo

Logo no primeiro ano do governo de Bolsonaro, em 2019, a violência contra indígenas aumentou 150%. Agora, adentrando o terceiro ano deste governo reacionário fruto do golpe institucional, a situação se agrava a cada dia. É o que os moradores da Terra Indígena Raposa Serra do Sol (TIRSS), localizada no município de Uiramutã em Roraima, estão vendo acontecer com suas terras: destruição assustadora do meio ambiente e de suas condições de vida por conta do garimpo ilegal.

Em reportagem na Folha de S. Paulo, foram divulgadas imagens de uma das cachoeiras da região que teve a coloração da água alterada por conta da atividade criminosa dos garimpeiros. De cristalina, a água passou a ser barrenta. A foto acima desta matéria é a cachoeira "Sete Quedas" após a ação criminosa do garimpo. Veja como era a cachoeira antes:

Imagem: Folha de S. Paulo

As primeiras invasões de garimpeiros na TIRSS desde sua demarcação, datada em 2008, aconteceram em 2019, no primeiro ano do governo de Bolsonaro e Mourão. Sendo que o famoso “dinheiro na cueca”, senador Chico Rodrigues, é um dos maiores incentivadores do garimpo na região de Roraima. Em janeiro de 2020, o senador gravou um vídeo no local afirmando que o garimpo é um “trabalho fabuloso” e que não oferece “danos ambientais”. Pura demagogia e cinismo de quem protege o lucro das grandes mineradoras e dos latifundiários em detrimento do meio ambiente e da vida dos indígenas.

Veja também: Mercúrio de garimpo ilegal contamina índios no Pará, diz pesquisa

O vice-coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR), o macuxi Edinho Batista de Souza, denuncia também o projeto aprovado pelo governador Antonio Denarium (PSL) que permite o garimpo mesmo sem a realização de estudos prévios. Além disso, ele também denunciou que o garimpo está poluindo a água e os peixes que alimentam diversas comunidades indígenas da região, afetando diretamente a saúde dessa população.

Atualmente está tramitando pelo Congresso um projeto enviado pelo presidente negacionista Bolsonaro que permite a atividade de mineração em terras indígenas. O vice-presidente militar Mourão, em entrevista no final de 2020, afirmou inclusive que é preciso acelerar a aprovação desse projeto.

É criminoso o papel que cumprem Bolsonaro, Mourão e também o Congresso e o STF, sempre fiéis aos grandes empresários que destroem o meio ambiente e as terras indígenas para lucrar. Por isso, contra as grandes mineradoras, os latifundiários e também contra o conjunto do regime do golpe institucional, é preciso unir os trabalhadores, os povos indígenas e todos os setores oprimidos em luta, golpeando com um só punho os nossos inimigos.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias