×

Argentina | Incêndios em Córdoba: "Não tem aonde conseguir água"

Já são 3 mortos e mais de 16 mil hectares de mata nativa antiga, afetados.

quinta-feira 7 de outubro | Edição do dia

Matéria retirada do site La Izquierda Diario Argentina

Como foi observado de um avião que sobrevoa as áreas afetadas, o fogo ataca tudo em seu caminho. Essa terça-feira, a Direção Geral de Proteção Civil da Província ordenou a evacuação preventiva dos habitantes da área.

O norte da província de Córdoba é o mais afetado. Gustavo Nicola, dos Bombeiros Voluntários, em diálogo por rádio, reconheceu que o incêndio "não está controlado".

Embora a causa conhecida do incêndio se refira a relâmpagos, existe a responsabilidade estatal como responsável pelo caos atual. Um residente da área afirmou que "O que é intencional é o subfinanciamento do plano de gestão de incêndios."

Segundo disse ao Izquierda Diario(jornal-irmão do Esquerda Diário na Argentina), os aviões são escassos, problema agravado pela falta de bacias hidrográficas nas redondezas e pela inércia do governo provincial. Em 2020, o governador Juan Schiaretti demorou 12 dias para declarar um Alerta Vermelho para a província receber ajuda do Governo Nacional para apagar os incêndios.

Andrés, um voluntário da Reserva Natural e Cultural Cerro Colorado, disse ao La Nación que "não há lugar para obter água" e pede ajuda ao governo provincial e nacional.

“Tememos que as fontes dos incêndios cheguem à cidade. Uma vem pela área do pantano, localizada a seis quilômetros da área de Churqui Cañada. Essa área está sendo como uma guarda das cinzas, mas o vento põe em perigo o fogo que pode vir para cá. Estamos cuidando da área Inti Huasi, onde ficam as últimas amostras pictóricas da área”.

Escassez de água: “Estamos recolhendo água com garrafas e pedimos à província que aceite a ajuda federal para que venham mais aviões.”

Caminiaga e São Pedro foram algumas das comunas atingidas pelo fogo. Ali morrem animais que não conseguem fugir, e seu destino depende da direção que o vento tomar: “O vento faz com que o fogo se espalhe mais rápido e não dá tempo de evacuar a área e as pessoas que circulam.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias