Mundo Operário

Hospital Universitário da UFF faz ato em luto no Dia Internacional da Enfermagem

Servidoras e Servidores do Hospital Universitário Antônio Pedro, em Niterói-RJ, fizeram ato em luto pela morte de já 3 companheiras do hospital. Os trabalhadores reclamam melhores condições de segurança de trabalho para enfrentar a pandemia.

terça-feira 12 de maio| Edição do dia

O Brasil tem mais profissionais da saúde mortos que Itália e Espanha juntos (98 mortes ao todo), nunca é demais repetir esse lamentável número. Esses são os trabalhadores da linha de frente que enfrentam a pandemia dia a dia, enquanto Bolsonaro faz churrasco ou anda de jet ski, ou Witzel que quer fazer andar seus projetos de privatização.

Frente a essa situação pandêmica do país, trabalhadores da saúde do país inteiro reclamam por testes massivos, liberação do grupo de risco e mais equipamentos de proteção individual(EPI’s). A situação não é diferente no Hospital Universitário Antonio Pedro, em Niterói no Rio de Janeiro, que já sofre com a morte de 3 companheiras do hospital mortas pela doença ou melhor, pela falta de EPI’s.

Os servidores do hospital hoje no Dia Internacional da Enfermagem, fizeram um ato em luto pela vida dessas companheiras e por mais condições de segurança de trabalho para enfrentar a pandemia. Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos com as famílias, amigos e colegas de trabalho dessas companheiras que perderam a vida e nos botamos lado a lado dessas lutas por condições mínimas para se enfrentar o coronavírus, assim como fizemos no HU da USP! Nossas vidas valem mais que o lucro deles!

Reproduzimos aqui a postagem do SINTUFF sobre o ato de hoje:




Tópicos relacionados

Niterói   /    #LuteComoUmaEnfermeira   /    Dia internacional das enfermeiras e enfermeiros   /    trabalhadores da saúde   /    Coronavírus   /    UFF   /    Saúde   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar