Sociedade

PANDEMIA

Hospitais privados de SP sofrem com a falta de insumos para tratar a covid-19

Hospitais da rede privada do estado de São Paulo estão ficando sem kit intubação e oxigênio, além da falta de médicos e demais profissionais da saúde.

quinta-feira 15 de abril| Edição do dia

Foto: AFP

Hospitais da rede privada do estado de São Paulo estão sofrendo com a falta do chamado “kit intubação”, o qual inclui não apenas os instrumentos para tal, mas também medicamentos sedativos utilizados no processo, que servem para auxílio respiratório.

O Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do estado realizou um levantamento no início deste mês que apontou esse desabastecimento. Segundo nota do sindicato enviado à reportagem do portal UOL, “Todos os hospitais estão testando diferentes composições de drogas e dosagens distintas, mas isto se faz sempre que você não consegue manter o ‘padrão duro’”.

A pesquisa ouviu 105 hospitais da rede privada do estado e concluiu que, para cerca de 60% deles, a duração do estoque de kits intubação é de sete a dez dias. Apenas 2% alegaram que têm estoque para mais de um mês.


Fonte: Sindicato de Hospitais, Clínicas e Laboratórios no estado de São Paulo/ Reprodução UOL

Além dessa reclamação, os hospitais também disseram passar por outras dificuldades: em 81% deles faltam profissionais, 78% sofrem com falta de médicos e 63% dizem estar com excesso de pacientes com covid-19. Os estoques de oxigênio também estão chegando ao fim, com 55% dos hospitais declarando que duram até 10 dias, sendo que aproximadamente metade destes com estoque para menos de uma semana.


Fonte: Sindicato de Hospitais, Clínicas e Laboratórios no estado de São Paulo/ Reprodução UOL

O estado passa por uma crise sanitária que está levando até mesmo a rede privada de saúde ao colapso diante da negligência do governador João Doria. O gestor do estado tem se colocado como o grande salvador do país diante da pandemia, inclusive se apoiando na corrida das vacinas, mas a realidade é que atuou principalmente para garantir os lucros dos empresários, mantendo a população sem testagem massiva e acesso ao isolamento social, sendo obrigada a se aglomerar diariamente nos transportes lotados.




Tópicos relacionados

Hospitais privados   /    COVID-19   /    Pandemia   /    João Doria   /    Sociedade   /    São Paulo

Comentários

Comentar