Sociedade

VACINAÇÃO COVID-19

Governo Bolsonaro suspende a divulgação do cronograma de distribuição de doses

O último cronograma foi disponibilizado em janeiro e a quantidade de vacinas distribuídas é menor daquela programada no documento.

segunda-feira 12 de abril| Edição do dia

Imagem: Fabiano Rocha / Agência O Globo

Não será mais disponibilizado o cronograma de entrega das vacinas pelo governo Bolsonaro e, para saber, será necessário entrar em contato diretamente com os fabricantes.

O último cronograma divulgado foi em janeiro e era distante da realidade: a agenda mostrava a distribuição de 68 milhões de doses ao fim de março, mas só foram distribuídas 45,2 milhões até agora.

O atraso do recebimento compromete a imunização dos brasileiros, já que 562,2 mil brasileiros que receberam a primeira dose da Coronavac estão há 45 dias sem receber a segunda. Esse tempo vai além daquele recomendado pela Anvisa de 14 a 28 dias.

Além disso, algumas capitais tiveram de suspender a vacinação pela falta de doses. Em Rio Branco (AC), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Teresina (PI) e Curitiba (PR) a vacinação precisou ser suspensa momentaneamente, mas foram retomadas nos últimos dias.

Os últimos sete dias da pandemia foram os mais letais até agora, com 21.172 mortes e apenas quase 11% da população foi vacinada até agora.

Veja também: Centralização do SUS sob controle dos trabalhadores da saúde, uma medida contra a crise sanitária




Tópicos relacionados

Colapso da saúde   /    Vacina contra a covid-19   /    Bolsonaro   /    Vacina   /    Vacinação   /    COVID-19   /    Sociedade

Comentários

Comentar