Sociedade

CRISE CAPITALISTA

Governo Bolsonaro quer que população brasileira pague por erro da Gemini Energia no Amapá

Acordo entre Bolsonaro, Guedes e Alcolumbre prevê Medida Provisória que despejará a conta do apagão no Amapá sobre todos os consumidores do país ao invés de cobrar a empresa de capital espanhol Gemini Energia pelo estrago causado.

sexta-feira 20 de novembro| Edição do dia

Foto: Myke Sena O Globo

A proposta do governo Bolsonaro é que todos os consumidores brasileiros paguem mais pela energia elétrica para deixar impune a Gemini Energia, responsável por um histórico de problemas que culminaram no apagão no Amapá. A empresa sabia há dois anos que o problema poderia vir a acontecer. Essa MP tem o objetivo de proteger também o projeto privatista desse governo.

Fazem 18 dias que o povo pobre e trabalhador do Amapá segue sem luz, com uma política de rodízio que garante energia privilegiada para os ricos como os juízes por exemplo. Esse é o custo da privatização que Bolsonaro e Guedes tanto querem, entregando empresas públicas estratégicas a preço de banana para a iniciativa privada.

Veja mais: Edição especial sobre Amapá do Esquerda Diário de mais que 5 min pela voz dos trabalhadores

O lucro a qualquer preço já causou desastres ambientais como em Mariana e Brumadinho provocados pela Vale que segue impune. Com a entrega da Petrobras não será diferente. Temos apostar na auto organização dos trabalhadores para uma luta contra as privatizações e para que seja a Gemini Energia quem pague a conta da sua responsabilidade sobre o apagão no Amapá. Pela reestatização da Gemini Energia sob controle dos trabalhadores e usuários. Que os capitalistas paguem pela crise que criaram!

Leia também: O povo do Amapa nao pode esperar é necessário uma resposta imediata da esquerda




Tópicos relacionados

#SOSAmapá   /    apagão   /    Crise capitalista   /    Que os capitalistas paguem pela crise!   /    Sociedade   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar