×

Manifestações 02/10 | Goiânia e outros 17 municípios do estado têm atos contra Bolsonaro

Como em várias capitais e municípios, milhares saíram em Goiás por Fora Bolsonaro e as crise socioeconômica e pandêmica

sábado 2 de outubro | Edição do dia

Apesar da relativa aprovação de Bolsonaro em solo goiano - a última pesquisa divulgada a respeito da popularidade do presidente aponta uma aprovação de 50,7% - milhares saíram às ruas na capital, Goiânia, em Anápolis - segunda maior economia do estado - e mais outros 16 municípios em Goiás.

As pautas se davam sobretudo pelos pedidos de “Fora Bolsonaro” e "Impeachment Já", mas também contra as crises que se aprofundaram após a pandemia, como a fome, o desemprego e a inflação. Em Goiânia, a organização do ato teve como organizador o Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e da Soberania, formado por diferentes partidos, movimentos sociais, entidades de classe, estudantis e outros movimentos.


Manifestantes na Praça do Trabalhador em Goiânia

Em Anápolis, município que recebe constantes visitas de Bolsonaro e sua equipe de ministros - ontem (01/10) chegou a participar virtualmente - incialmente seria presencial, mas o chefe do Executivo cancelou de última hora - da cerimônia de concessão de trecho da BR 153, que liga o município à Aliança do Tocantins (TO) - e onde ele conta com relativa aprovação, também teve ato, que se concentrou na Praça 31 de julho e depois seguiu em passeata pela Avenida Goiás.


Manifestantes na Avenida Goiás em Anápolis - GO

Nós do MRT que impulsionamos o Esquerda Diário e suas agrupações, estamos desde as primeiras manifestações ainda em maio deste ano, defendendo a unidade da classe trabalhadora, da juventude, dos povos oprimidos e movimentos sociais deste país, que são o alvo de todas as crises, sócio econômica, sanitária e ecológica resultado das ações dos capitalistas que são os beneficiários e para quem Bolsonaro, seus pares e demais setores do regime atuam - além dos partidos golpistas e de conciliação de classes que esperam por saídas institucionais e eleitoreiras -. A resposta para barrar todos os ataques e a crise, está na nossa classe.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias