×

Corrupção e Vacinas | General Pazuello, por fora de agenda oficial, negociou Coronavac pelo triplo do preço

Enquanto ministro da saúde de Bolsonaro, Pazuello teria negociado com grupo de intermediadores a compra de 30 milhões de doses da vacina chinesa pelo triplo do preço oferecido pelo Instituto Butantan.

sexta-feira 16 de julho | Edição do dia

Foto: Reprodução

General Pazuello, por fora de agenda oficial, negociou Coronavac pelo triplo do preço

Enquanto ministro da saúde de Bolsonaro, Pazuello teria negociado com grupo de intermediadores a compra de 30 milhões de doses da vacina chinesa pelo triplo do preço oferecido pelo Instituto Butantan.

Em 11 de março deste ano, Eduardo Pazuello, a frente do ministério da saúde, reuniu-se com um grupo de 4 pessoas que seriam representantes da World Brands, uma empresa de comércio exterior de Santa Catarina.

O ministro prometeu a compra de 30 milhões de doses ao grupo em reunião que acontecia por fora da agenda oficial do ministério, pelo preço de US$ 28 a dose, tendo o governo anunciado a compra da mesma vacina, meses antes, por US$ 10, pelo Instituto Butantan.

Registrada em vídeo, a negociação é apurada na CPI da covid. O vídeo contradiz o próprio depoimento do ex-ministro da saúde e general da ativa das forças armadas, que dizia que não havia liderado negociações com a Pfizer porque um ministro jamais deveria receber ou negociar com uma empresa.

A notícia vem no bojo de uma série de acontecimentos nos últimos desdobramentos das investigações de corrupção na crise da covid, que evidenciam diversos militares envolvidos em esquemas de corrupção e superfaturamento nos insumos para o combate da pandemia, que já registra quase 540 mil mortos em todo o país.

Notícia em construção...




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias