×

Aumento dos preços | Gasolina a R$7: Pelo congelamento dos preços e por uma Petrobras sob controle dos trabalhadores

Só neste ano o preço da gasolina já subiu mais de 51%, impactando diretamente na alta dos preços dos alimentos. Enquanto milhões de brasileiros amargam com a fome, a Covid e o desemprego, a prioridade de Bolsonaro e Mourão é aumentar os lucros de acionistas da Petrobras, com a intenção de vender a estatal.

Lara ZaramellaEstudante | Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

sexta-feira 27 de agosto | Edição do dia

Imagem: Ana Clara Marinho/TV Globo

Enquanto o preço do litro de gasolina comum na bomba de alguns postos de combustíveis ultrapassa os R$7,00 em diversos estados como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Tocantins e Acre, Bolsonaro, nesta semana, afirma que a “A gasolina tá barata, o gás de cozinha tá barato. O pessoal tem que entender a composição do preço. Acabam me culpando por tudo o que acontece no Brasil.”

De fato, esse aumento da gasolina em mais de 51% somente no ano de 2021 é responsabilidade de Bolsonaro e Mourão que, com Paulo Guedes e toda a corja de militares que sustentam o governo federal, descarregam nas costas dos trabalhadores a crise econômica, aumentando os preços dos combustíveis, do gás de cozinha e da energia elétrica.

Veja mais: A gasolina tá barata, o gás de cozinha tá barato", diz Bolsonaro, mas gasolina subiu 51%

Esse aumento dos preços dos combustíveis contribuem diretamente para o aumento, mês a mês, da inflação no Brasil, que está em alta e afeta a mesa do trabalhador ao aumentar o preço de alimentos e itens de necessidades básicas. São milhões de brasileiros hoje que convivem com a fome, com metade da população do país vivendo em algum grau de insegurança alimentar. Essa realidade se aprofunda com a alta do preço dos alimentos, a ausência de emprego e a retirada de direitos que vem precarizando os postos de trabalho com os ataques e reformas que têm passado com aprovação não só de Bolsonaro, mas também do Congresso Nacional e governadores.

Pode te interessar: Com combustível caro no Brasil de Bolsonaro, 25% dos motoristas largam UBER e 99

Essa realidade também escancara a prioridade do governo, quando o general Silva e Luna, que assumiu a presidência da Petrobras, promete mais lucros aos acionistas, explicando o verdadeiro motivo da alta do combustível. Subir o preço da gasolina e diesel favorece os acionistas da Petrobras, pois significa aumentar seus lucros. Somente no segundo trimestre de 2021, a empresa estatal rendeu mais de R$31,6 bilhões em dividendos. Esses altíssimos lucros são importantes também para o projeto do governo de privatização da Petrobras, já que torna mais atraente a venda da empresa.

Em março deste ano, Bolsonaro, com Luna e Silva e também com o STF, autorizaram a privatização da Petrobras sem licitação e votação no Congresso, avançando em uma ofensiva decidida para vender a Petrobras, favorecendo negociações secretas e vendas criminosas a valores muito abaixo do mercado.

Basta de lucrarem em cima de nossas vidas, nossa saúde e nosso suor. Enquanto os lucros de grandes empresários aumentam, a maioria da população amarga a miséria que só cresce em meio à pandemia que já deixou mais de 575 mil mortos no país.

Imagine o que a maior empresa do país, controladora de imensas riquezas naturais, poderia fazer para proteger e servir aos interesses de toda a população brasileira se estivesse nas mãos dos trabalhadores. Contra a alta inflação que só favorece os bolsos dos capitalistas, é preciso defender o congelamento dos preços dos combustíveis e lutar por uma Petrobras 100% estatal à serviço da população e administrada pelos próprios trabalhadores!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias