Mundo Operário

LUTA POR DIREITOS

Garis protestam no RJ por vacinas já e contra suas perdas salariais

Centenas de trabalhadores da limpeza urbana do Rio de Janeiro protestaram na tarde de hoje (28) denunciando a falta de direitos da categoria, sem reposição salarial há anos, e prestando homenagem às dezenas de garis que perderam suas vidas nessa pandemia devido ao descaso da Comlurb e prefeitura do Rio de Janeiro.

sexta-feira 28 de maio| Edição do dia

O ato na tarde desta sexta-feira (28) se concentrou em frente a prefeitura e contou com a presença de centenas de garis, que saíram em caminhada pela Av. Presidente Vargas até a Central do Brasil.

Os trabalhadores denunciaram que estão sem reposição salarial, de acordo com a inflação, há anos. Por conta disso, eles e suas famílias estão passando necessidades frente a inflação que só cresce enquanto o salário diminui.

No protesto também carregavam diversas cruzes como denúncia do descaso com a categoria em meio a pandemia, mas também como homenagem aos diversos colegas que perderam suas vidas pra COVID-19, devido ao descaso da Comlurb e da própria prefeitura do Rio de Janeiro. Nem uma nem outra forneceu EPIs adequados aos garis.

Conversamos com um dos garis na manifestação que explicou mais a situação da categoria. Suprimimos seu nome por questões de segurança.

"Esse ato de hoje simboliza todos aqueles garis que nesse momento não estão mais aqui com a gente[...] E também por melhoria pra categoria, estamos com falta de EPIs. [...] Tem uma coisa que ta acontecendo dentro da gerência, que é o sucateamento da empresa. Estamos brigando aqui também por vacina já pra toda categoria, porque estamos perdendo muito colega pra essa doença e a gente é do grupo essencial. Será que eles não tão vendo isso?"




Tópicos relacionados

falta de vacinas   /    Vacinas para Todos e Quebra de Patentes   /    MORTES COVID-19   /    Vacina   /    Protestos   /    COVID-19   /    Pandemia   /    Classe Trabalhadora   /    Garis   /    Trabalhadores   /    Direitos Trabalhistas   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar