×

Guarulhos | GREVE Proguaru: Mais de 500 trabalhadores em manifestação

No quarto dia de greve, centenas de trabalhadores se reúnem na Av. Getúlio Vargas contra o fechamento da empresa e a precarização das condições de trabalho. O prefeito Guti (PSD) quer colocar na rua 4,7 mil pessoas, mas os trabalhadores estão mostrando que não vão deixar.

quinta-feira 23 de setembro | Edição do dia

A forte manifestação acontece no centro de Guarulhos. As e os trabalhadores desta autarquia de Guarulhos, responsável por executar diversos serviços públicos, entraram em greve no na segunda-feira (20) contra o enorme ataque que o reacionário prefeito Guti quer aplicar fechando a empresa para demitir 4,7 mil trabalhadores e abrir espaço para privatizar esses serviços.

Esse prefeito de Guarulhos é mais um aplicador de ataques, assim como Doria e Bolsonaro, está disposto a atacar os serviços públicos e as condições de trabalho já em um momento de crise e enorme desemprego. As e os trabalhadores da Proguaru são parte daqueles que estiveram na linha de frente durante toda pandemia atendendo a população com coleta e remoção de lixo, fabricação de asfalto, blocos e pré-moldados, pavimentação, guias, sarjetas, construções de galerias e canalizações, limpeza, merenda e zeladoria nas escolas. Mesmo assim o direitoso Guti quer tratar esses trabalhadores como descartáveis.

Veja o relato de uma trabalhadora em greve "A gente não tem mais nada a perder, então temos que partir atrás de alguma coisa"

Em resposta a essa tentativa do prefeito do PSD de extinguir a empresa, os trabalhadores votaram iniciar uma greve a partir desse dia 20 e no mesmo dia e no dia seguinte já realizaram atos com centenas demonstrando a adesão massiva na greve. Nesta quinta (23) realizam nova manifestação com mais de 500 trabalhadores na Av. Getúlio Vargas.

Estudantes da Unifesp e da USP, membros da Juventude Faísca levam apoio na manifestação que está acontecendo agora, no quarto dia de greve dos trabalhadores da Proguaru:

Além do Guti ter Bolsonaro e Mourão como aliados, a imprensa de Guarulhos também está do lado deles fazendo uma campanha para criminalizar a greve, jogando a população contra essa luta justa. A mídia oficial diz que a falta dos serviços paralisados pela greve estão afetando a população. Essa já é uma velha tática da mídia inimiga da classe trabalhadora, fingir preocupação com a população apenas para atacar greves, mas essa mesma mídia não condena o fechamento desta empresa. Por isso é urgente todos os portais de esquerda, figuras de esquerda, parlamentares, movimentos sociais darem apoio e visibilidade a essa luta.

Para além de dar amplitude nas redes sociais, é fundamental o apoio ativo nas importantes manifestações como essa que acontece hoje. Além disso, é necessário exigir que as grandes centrais sindicais como CUT e CTB (dirigidas pelo PT e PCdoB respectivamente) rompam com sua trégua interminável com o governo Bolsonaro e convoque assembleias nos milhares de sindicatos que dirigem para apoiar os focos de lutas e greves no país e possibilitar que a classe trabalhadora trace um plano de lutas, confiando nas suas próprias forças, separados dos partidos da direita, como PSDB que hoje faz oposição no discurso ao Bolsonaro, mas ambos estão juntos para passar os ataques em nossas costas. Por isso, nós do Esquerda Diário estamos levando apoio e colocando nosso portal à disposição para ajudar a fortalecer cada trabalhadora e trabalhador a conseguir vencer esse conflito, para que nenhuma família seja jogada na rua!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias