PORTO ALEGRE

Fracassado, bolsonarista Nagelstein vomita racismo contra vereadores negros eleitos

terça-feira 17 de novembro| Edição do dia

Em áudio que vem circulando por grupos de Whatsap atribuido ao vereador e ex-candidato a prefeito de Porto Alegre, Valter Nagelstein (PSD) destilou todo o seu ódio e racismo aos vereadores negros que foram eleitos para a Câmara Municipal, mostrando a face mais crápula e draconiana que é o bolsonarismo e a extrema direita racista.

No áudio, Nagelstein tenta “justificar” seu péssimo desempenho eleitoral, assim como a maioria dos candidatos apoiados por Bolsonaro no restante do Brasil tiveram, atacando a esquerda, principalmente os candidatos do PSOL que foram eleitos para a Câmara de vereadores.

Veja também: Fracasso monumental: candidatos bolsonaristas passam vergonha nas eleições

Nas palavras ditas no áudio, os “cinco [vereadores] do PSOL, muitos deles jovens, negros (...) vereadores esses sem nenhuma tradição política, sem nenhuma experiência, sem nenhum trabalho, e com baixíssima qualificação formal”.

Uma “análise” visivelmente racista, que ataca diretamente aos vereadores eleitos da forma mais baixa e repugnante, afirmando que eles não possuem a qualificação formal para estarem dentro da Câmara, justificando isso pois são jovens e negros.

A vitória dos 5 candidatos negros, Karen Santos (PSOL), Matheus Gomes (PSOL), Laura Sito (PT), Daiana Santos (PCdoB) e Bruna Rodrigues (PCdoB), foi algo inédito na história da cidade, o que mostra o peso que o levante antirracista que teve nos EUA e em todo o mundo teve nas eleições.

Valéria Muller que foi candidata do MRT à vereadora em Porto Alegre, repudiou no Twitter as declarações racistas de Valter Nagelstein:

Nagelstein, mostra a face mais nojenta que existe na sociedade. Em um estado como o Rio Grande do Sul onde o racismo é extremamente forte e segue oprimindo, prendendo e matando os negros nas periferias do estado, assim como no resto do Brasil. Em sua campanha eleitoral defendeu o aumento da segurança pública, colocando mais polícia nas ruas e dando mais armamento para eles, fazendo parte de uma política de reprimir cada vez mais os negros.

O bolsonarismo alimenta todo esse ódio e racismo para justificar toda essa opressão e repressão. Assim como o próprio Bolsonaro mesmo já declarou, ainda como deputado federal, que os negros quilombolas “não fazem nada e não serve nem para procriar”; mostrando todo o seu caráter racista.




Tópicos relacionados

Eleições 2020   /    Governo Bolsonaro   /    Extrema-direita   /    Racismo   /    PSD   /    Porto Alegre   /    [email protected]   /    Política

Comentários

Comentar