×

Forte paralisação dos agentes escolares de SP: atos regionais e doação de sangue pela educação

Agentes escolares da educação estadual de São Paulo fizeram manifestações em diversas cidades do interior do estado e organizaram uma doação de sangue, lutando contra o PLC 26 de Doria, e em defesa de reajustes em salários benefícios, contra a separação da categoria que o governo do estado tenta impor.

segunda-feira 18 de outubro | Edição do dia

O governo de João Doria busca separar os trabalhadores da educação, ao prometer abonos salariais que não englobam todos os trabalhadores da educação, e tenta chantagear os agente escolares de que se for aprovado o PLC 26, uma verdadeira reforma administrativa estadual, estes trabalhadores teriam acesso ao abono.

Os agentes escolares, no entanto, não aceitaram a chantagem do governo estadual e organizaram paralisações e manifestações por todo o estado nesta segunda-feira (18/10). Além disso, organizaram uma doação de sangue como forma de demonstrar que estão diariamente dando o sangue pela educação.

Manifestação em Ribeirão Preto.

Eles lutam contra o PLC 26, e reivindicam reajuste salarial, bem como do vale-alimentação, de acordo com a inflação; evolução funcional; a efetivação dos contratados e o pagamento dos décimos para os trabalhadores.

Aconteceram manifestações em cidades como São Carlos, Ribeirão Preto, Assis, Sorocaba, Jundiaí, São José do Rio Preto e outras.

Manifestação em Assis.

Os agentes escolares estiveram na linha de frente durante a pandemia, e não tiveram direito a quarentena ou teletrabalho, e a "recompensa" que recebem de Doria e Rossieli Soares é mais desvalorização de seus trabalhos e de toda a educação pública.

Manifestação em Sorocaba.

Agentes escolares doando sangue.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias