×

IRRACIONALIDADE CAPITALISTA | Ford destrói carros inacabados depois de fechar fábrica e demitir trabalhadores

A Ford de Camaçari, localizada na Região Metropolitana de Salvador, destruiu 900 unidades inacabadas dos carros Ka e Ecosport. Essas estruturas de carros não foram finalizadas devido ao fechamento das fábricas no Brasil e agora todo o trabalho e recursos utilizados para sua produção foram descartados, mostrando a irracionalidade capitalista.

terça-feira 9 de março | Edição do dia

Foto: Reprodução/ vídeo

Em janeiro, a Ford anunciou o fechamento de suas fábricas no Brasil, deixando milhares de famílias na rua. Na unidade de Camaçari, os trabalhadores, após terem sido demitidos, sofreram assédio da empresa que queria convocá-los para a produção de peças de reposição.

A Ford alegou que sofreu impactos com a pandemia e a redução de consumo e que os custos da mão de obra brasileira são altos para justificar o fechamento das fábricas. No entanto, essa decisão ocorre para colocar seus lucros e interesses acima de tudo e das vidas e empregos de milhares de trabalhadores que dependem da empresa.

Agora, com mais uma demonstração que os próprios interesses vêm a frente, a Ford descarta as unidades inacabadas sem se preocupar com os recursos utilizados e com os impactos que o descarte das carrocerias podem gerar para o meio ambiente.

É mais uma prova da irracionalidade capitalista, onde tudo que não produz lucro se torna completamente descartável, isso em meio à pandemia e num país onde falta tudo, seringas, máscaras, respiradores, testes, leitos. Só o controle das fábricas nas mãos dos trabalhadores poderiam fazer a produção fabril estar à serviço das necessidades da população pobre e dos trabalhadores, inclusive reconvertendo sua produção para produzir respiradores necessários para o combate à pandemia.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias