Sociedade

REABERTURA DAS ESCOLAS

Flavia Valle: “a comunidade escolar que deve decidir quando e como voltar às aulas em MG”

sexta-feira 25 de setembro| Edição do dia

Enquanto Minas Gerais registra aumento nas mortes por covid-19, fruto da irresponsabilidade de Zema (NOVO), capacho de Bolsonaro, o governo anunciou a autorização do retorno das aulas para 5 de outubro. Um completo absurdo repudiado pela ampla maioria da comunidade escolar e pela professora Flavia Valle do Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT) e pré-candidata à vereadora de Contagem por filiação democrática pelo PSOL.

Flavia Valle, que é professora da rede estadual na cidade de Contagem, repudiou em suas redes sociais a irresponsável decisão do governo mineiro, o qual coloca professores, estudantes e trabalhadoras terceirizadas da limpeza das escolas em risco, sem que nenhuma consulta tenha sido feita a comunidade escolar. Demonstrando como, governos e capitalistas, colocam os lucros das escolas, faculdades e universidades particulares acima das vidas da juventude e dos trabalhadores, impondo uma “normalização das mortes”.

"Tem escola que falta sabão e mesmo água! Quem deveria decidir quando e como voltar são os professores, trabalhadores da educação, estudantes, familiares, junto com os trabalhadores da saúde que estão na linha de frente desde o início da pandemia. A comunidade escolar deve decidir, não Zema, esse capacho de Bolsonaro, ou o judiciário golpistas, sob pressão de um empresariado que não se importa com a vida daqueles que são os mais afetados pela pandemia, os mais pobres, os negros, aqueles que vivem na periferia, os nossos estudantes! E devemos contar com ajuda de trabalhadores da saúde que são os que estão realmente na linha de frente do combate ao Covid. Nosso sindicato tem que organizar trabalhadores da educação para um enfrentamento contra essa medida do Zema, para podermos barrar mais esse ataque no qual podemos pagar com nossas vidas”.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Romeu Zema   /    Escolas   /    Minas Gerais   /    Sociedade

Comentários

Comentar