×

Brutalidade policial | “Fizemos uma ‘baguncinha’ no Salgueiro”, suposto perfil de PM miliciano debocha de chacina no Rio

Perfil supostamente ligado a PM atualmente preso por envolvimento com milícias festejou nas redes sociais a chacina em São Gonçalo, promovida por seus colegas de corporação, que deixaram 10 pessoas mortas na região.

quarta-feira 24 de novembro | Edição do dia

Um perfil que acredita-se ser ligado a um policial militar preso por associação à milícias expressou nas redes sociais o desprezo pela vida que constitui a polícia militar carioca, celebrando a chacina promovida por seus parceiros que deixaram 10 mortos na região do Salgueiro. Isso, mesmo de dentro da prisão, onde se encontra preso por integrar uma milícia que agia na Muzema, na Zona Oeste da cidade.

A "baguncinha", como dito pelo perfil, se tratou do assassinato, inclusive com tortura, de 10 homens da região, que depois tiveram seus corpos desovados num mangue, do qual seus familiares tiveram que entrar para retirá-los. Moradores relatam que um grupo de cerca de 20 policiais invadiram e fizeram festa em um estabelecimento local, antes e depois da chacina.

O estado do Rio de Janeiro notoriamente possui uma das polícias mais sanguinárias do país, fato que se intensificou com a política bolsonarista do governador Witzel, continuada por seu herdeiro Cláudio Castro. Segundo o instituto Fogo Cruzado, já foram realizadas apenas nesse ano no RJ 58 chacinas, entre elas a Chacina de Jacarezinho, que teve o maior número de vítimas da história do estado.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias