×

Militares na política | Filha e sobrinhos de Pazuello receberam auxílio emergencial em detrimento de necessitados

Filha e sobrinhos de Pazuello receberam auxílio emergencial mesmo sem terem necessidade, usando recursos que poderiam estar sendo utilizados para salvar milhares de famílias em situação de vulnerabilidade durante a pandemia.

terça-feira 17 de agosto | Edição do dia

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Sua filha e outros parentes do ex-ministro da Saúde e atual secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Eduardo Pazuello foram aprovados para o recebimento do auxílio emergencial, recurso do governo para auxiliar famílias vulneráveis durante a pandemia de Covid-19 no país.

Veja também: General Pazuello recebeu mais de R$80 mil em diárias e ajuda de custo do Ministério da Saúde

A irmã mais velha de Eduardo, Cynthia Pazuello, administradora de empresas da família do ex-ministro, tem seus dois filhos aparecendo na lista de beneficiados pelo programa. Para a Receita Federal, a empresária declara o capital social do conglomerado de R$ 1,2 milhão.

Veja mais: Após clamar por ato golpista pró-Bolsonaro, Sérgio Reis será investigado pela polícia do DF

O filho mais novo de Cynthia, David Pazuello Franco de Sá, de 25 anos, recebeu, de abril a dezembro de 2020, R$ 4,2 mil do auxílio dividido em nove parcelas. Eles moram no condomínio Monte Líbano, na rua Efigênio Salles, área nobre da capital amazonense.

Pode te interessar: Sabe quem pagou a lua de mel de Bolsonaro e Michelle? Nós! Livro conta sobre mamata aérea

Raquel Pazuello Silva, uma das irmãs de David, mesmo morando na Califórnia, nos EUA, recebeu o auxílio. Ela sacou R$ 3,3 mil do programa, em sete saques, entre julho e dezembro de 2020, em parcelas que variavam entre R$ 300 e R$ 600.

Somente o valor do benefício referente ao mês de maio de 2020, de R$ 600, foi devolvido aos cofres públicos. Todos os dados são do Portal da Transparência, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Em 2020, Stephanie dos Santos Pazuello, filha de Pazuello e que ocupa, por indicação e desde janeiro de 2021 um cargo na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, também teria sido aprovada em ao menos duas parcelas do benefício, uma em abril e a outra em julho, somando um total de R$ 2,4 mil.

Porém, segundo o jornal O Globo, o valor não foi liberado porque os sistemas detectaram inconsistências no cadastro de Stephanie. Conforme o painel de consulta do auxílio emergencial do site da Caixa, o pedido feito chegou a ser aceito e o pagamento enviado a uma conta do banco. Porém, o valor não foi sacado devido à irregularidade no cadastro.

Isso escancara mais uma vez que figuras bolsonaristas como Pazuello não querem acabar com a corrupção, mas sim continuar fazendo uma farra com o dinheiro público e da classe trabalhadora. Enquanto a grande maioria da população amarga em situação de vulnerabilidade e miserabilidade, militares como Pazuello e sua família engordam suas contas bancárias e ampliam seus patrimônios em detrimento da vida de milhões de brasileiros.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias