×
Rede Internacional

REUNIÃO ABERTA | Faísca USP convida: Quais os próximos passos para fortalecer a luta contra Bolsonaro e Mourão?

Nesta terça (08/06), às 18h, a Faísca convida os estudantes da USP para discutir em Reunião Aberta o último dia 29 de Maio, em que demonstramos nossa força nas ruas, e refletirmos os nossos próximos passos na luta contra os cortes, as privatizações e todos os ataques de Bolsonaro e Mourão.

sexta-feira 4 de junho | Edição do dia

Inscreva-se no formulário para receber o link!

No dia 29M fomos centenas de milhares nas ruas. O ódio a Bolsonaro se fez sentir em todos os estados. Assim como na rebelião da Colômbia, estamos indo às ruas em meio a uma pandemia porque o governo é mais letal que o vírus! Mas e agora, como seguir a mobilização contra o governo, os cortes na educação, as privatizações e os ataques? Quais os próximos passos?

As ações de sábado foram uma expressão ativa de um descontentamento que já vinha se mostrando. Se expressou a raiva e o luto pelas mais de 460 mil mortes por Covid, pela fome, desemprego, reformas, privatizações e cortes nas universidades, todos esses frutos de uma política consciente do Bolsonaro, Mourão e do conjunto do regime golpista, com STF e Congresso Nacional à frente, que para salvar os lucros dos capitalistas, descarregam a crise nas nossas costas.

Esse descontentamento social vinha sendo contido pela política do PT e PCdoB, através da direção da CUT e CTB e na direção da UNE, que junto dos governadores, STF e Congresso Nacional, diziam #FicaEmCasa enquanto a maioria da classe trabalhadora seguiu se expondo durante a pandemia, sem testagem massiva, sem direito a um isolamento racional e sem segurança sanitária nos locais de trabalho.

Os atos desse último sábado mostram uma disposição que pode ser um pontapé para uma luta nacional que seja capaz de barrar cada um dos ataques nas ruas, mas para isso é preciso apontar para um caminho de auto-organização, que busque massificar nossa força unificando a juventude e a classe trabalhadora, pelo Fora Bolsonaro, Mourão e militares, sem nenhuma confiança em saídas institucionais, como a política do impeachment defendida pelo PSOL que colocaria o reacionário e racista Mourão no lugar de Bolsonaro, e sem esperar 2022 porque não é pela via das eleições que podemos responder a essa crise.

Veja também: 5 pontos para potencializar a mobilização com a força do 29M

É nessa perspectiva que chamamos os estudantes da USP e todos aqueles que se indignam com esse sistema de miséria e exploração e que buscam uma saída independente, contra Bolsonaro, Mourão, os militares e o conjunto desse regime golpista a participarem da Reunião Aberta da Faísca "Quais os próximos passos para fortalecer a luta contra Bolsonaro e Mourão", terça-feira (08) às 18h, pelo Google Meets.

Inscreva-se no formulário para receber o link!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias