×

Centrão | Executiva Nacional do DEM aprova convocação de convenção para oficializar fusão com o PSL

Executiva Nacional do DEM aprovou por unanimidade a convocação de uma convenção, no inicio de outubro, para aprovar a fusão com o PSL, que criaria uma nova força do Centrão.

quarta-feira 22 de setembro | Edição do dia

O presidente do DEM, ACM Neto. (Foto: Divulgação)

Executiva Nacional do DEM aprovou por unanimidade a convocação de uma convenção, no inicio de outubro, para aprovar a fusão com o PSL, que criaria um novo partido do Centrão. O PSL deve se reunir ainda esta semana para deliberar sobre o tema. Segundo o presidente do DEM, ACM Neto, o projeto é que a fusão de concretize no inicio de outubro.

Caso se concretize a fusão, o partido teria a maior bancada da Câmara dos Deputados, com 81 deputados, além de 7 senadores, incluindo o presidente da Casa, e quatro governadores. Também teria o maior tempo de TV, com 1 minuto e 40 segundos; o maior fundo eleitoral com R$320 milhões e o maior fundo partidário com R$138 milhões. Esse novo partido seria presidido pelo deputado Luciano Bivar, atual presidente do PSL.

O DEM, antigo PFL, é um partido tradicional do Centrão, herdeiro da Arena, enquanto o PSL, que sempre foi um partido de aluguel de menor expressão, cresceu na onda do bolsonarismo, em 2018, e ainda hoje concentra diversos apoiadores do presidente, que já se desfiliou. A ampliação do tempo de televisão e a fatia do fundo do partidário e eleitoral aumentaria o poder de barganha deste setor do Centrão nas negociações com o presidente da república. A já vigente cláusula de barreira, a reforma eleitoral e o fim das coligações pressionam os partidos pequenos a buscarem alternativas.

Outro projeto das siglas é fortalecer sua máquina partidária e entrar na concorrência para lançar um nome como "terceira via" para a presidência. Apesar das direções de ambos os partidos fazerem declarações contra Bolsonaro, suas bancadas apoiam diversos projetos de ataques aos direitos dos trabalhadores, como a Reforma da Previdência, aprovada com a ajuda do ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que na época era do DEM. Essa fusão vem sendo ensaiada desde 2019.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias