Sociedade

"Eu sou uma criança": a polícia de Rochester algema e joga spray de pimenta em uma criança afro-americana

Um vídeo da polícia algemando uma menina de nove anos e utilizando nela spray de pimenta, na cidade de Rochester, viralizou nas redes. A indignação e o repúdio não demoraram muito a vir.

terça-feira 2 de fevereiro| Edição do dia

1 / 1

A "desculpa" dos agentes que foram ao lugar é que ela estava sofrendo uma crise emocional. Os policiais se dirigiram ao local para atender uma queixa de “problemas familiares” e reagiram algemando a menina e, não conseguindo colocá-la em uma viatura, usaram spray de pimenta.

Sou uma criança!

Eles afirmam que tiveram que agir assim para garantir a segurança da garota, porém nas filmagens a polícia diz a ela que "ela está agindo como uma criança" e ela responde "Eu sou uma criança!". Depois disso, eles a prenderam na viatura.
Gritos e choros são ouvidos nos vídeos. "Esta é sua última chance antes de eu jogar gás em seus olhos", disse um policial a ela. Outro interveio: "Nessa situação, apenas borrife gás".

É a segunda vez em um ano que policiais de Rochester são acusados ​​de atos de violência contra cidadãos negros. Em março, Daniel Prude, que havia entrado em coma como resultado de sua prisão, morreu.

Black Lives Matter

Abusos e violência policial são comuns, e a morte é o último elo na cadeia da violência. Desde o assassinato de George Floyd em 25 de maio, houve 100 vítimas de violência policial em 7 meses. (210 dias). Uma taxa assustadora de 1 pessoa negra morta pela polícia a cada 2 dias nos Estados Unidos. A Polícia também construiu uma fortaleza de impunidade por meio de sindicatos de policiais que lhes garantem salários, penas mínimas, liberdade condicional, e até mesmo absolvição total.

Traduzido de:http://www.laizquierdadiario.com/Soy-una-nina-Policia-de-Rochester-esposo-y-gaseo-a-una-afroamericana




Tópicos relacionados

Brutalidade policial   /    Racismo Policial   /    Black Lives Matter   /    Sociedade   /    Violência policial   /    Internacional

Comentários

Comentar