Sociedade

COVID-19

Estudo confirma que mortalidade por Covid-19 é maior em regiões mais pobres

Estudo aponta que taxa de mortalidade em pacientes internados por covid-19 é maior nas regiões Norte e Nordeste.

quinta-feira 21 de janeiro| Edição do dia

Foto: Divulgação/Prefeitura de Manaus

Um estudo publicado em 15 de janeiro na revista científica The Lancet Respiratory Medicine confirmou o que muito já se discutia: a taxa de mortalidade por Covid-19 em regiões mais pobres é maior.

Segundo o estudo, a taxa de mortalidade em pacientes internados por covid-19 na região Norte foi de 50%. No Nordeste foi de 48%, enquanto no Centro-Oeste foi de 35% e no Sul e Sudeste ficou abaixo de 35% o percentual de pacientes internados que não sobreviveram.

A taxa de mortalidade (entre pacientes internados) geral no país ficou em 38%, um número bastante acima se comparado com outros países que tiveram um nível de desenvolvimento da pandemia parecido com o Brasil.

Foram analisados 254.288 pacientes com idade média de 60 anos, internados em hospitais públicos e privados, de fevereiro a outubro de 2020.

Diversas são os motivos apontados pelo estudo para essa diferença, todas elas relacionadas à diferença social e econômica entre as regiões. Distribuição desigual de recursos, estrutura médica e hospitalar, quantidade de leitos de UTI. No início da pandemia, por exemplo, havia no Sudeste o dobro de leitos de UTI do que no Norte.

Esses dados mostram também como a situação de calamidade que agora vive a cidade de Manaus poderia ser prevista e tomada ações por parte dos governos federal e estadual para evitar que uma quantidade enorme de pessoas não tivessem perdido a vida por falta de oxigênio.

Pode te interessar: Falta de oxigênio em Manaus é fruto da irracionalidade capitalista




Tópicos relacionados

Manaus   /    COVID-19   /    Coronavírus   /    Sociedade

Comentários

Comentar