×

GREVE DOS METROVIÁRIOS DE SP | Estudantes levam apoio à greve do metrô contra Doria e por melhor transporte à população

quarta-feira 19 de maio | Edição do dia

Estudantes da USP, de cursos como Letras, Pedagogia, Ciências Sociais, levaram apoio à greve de metroviários, que se inicia hoje, na cidade de São Paulo. Os estudantes são parte do coletivo Faísca - Anticapitalista e Revolucionária e do grupo de mulheres Pão e Rosas.

Ontem, terça (18), os metroviários de São Paulo votaram greve em assembleia com mais de 3.100 trabalhadores. A categoria vem sendo brutalmente atacada pelo governo Doria e a empresa, está há dois anos sem receber reajuste salarial, e sofrendo ataques nesses últimos anos, em especial com a pandemia, com 25 mortos e mais de 1000 afastamentos entre os trabalhadores. Recentemente, os metroviários conquistaram por sua luta a vacinação, e agora nesta greve também lutam para a vacinação dos trabalhadores terceirizados do metrô e também de toda a sociedade, assim como lutam por mais contratação de funcionários, frente a degradação do quadro de funcionários que vem ocorrendo no metrô há anos sobre a ingerência do governo PSDB, que tem como um dos seus objetivos a precarização do sistema metroviário para a privatização deste.

Frente a essa mobilização, é fundamental que o conjunto dos sindicatos, os parlamentares do PSOL, as organizações de esquerda, a juventude precarizada, os estudantes e o restante da população cerquem de solidariedade essa luta dos trabalhadores para derrotar a empresa e o governo, como fazem esses estudantes da USP. Para que se possa unificar os focos de resistência de trabalhadores e juventude e conformar uma unidade que possa ser um instrumento de fortalecimento das lutas contra Bolsonaro, os governadores e os capitalistas.

Veja também: É preciso cercar de solidariedade a greve dos metroviários de São Paulo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias