×

VIOLÊNCIA | Estudante da Biologia Unicamp é encontrada morta em São João da Boa Vista: justiça por Mayara!

Na noite deste domingo (15), a estudante Mayara Roquetto Valentim, 23, foi encontrada morta barbaramente numa estrada em São João da Boa Vista (a 220 km de São Paulo), após muitas horas desaparecida. O caso está sob investigação do Estado e está sendo tratado como feminicídio, homicídio ou latrocínio (roubo seguido de morte). É, ainda assim, uma expressão de um país que incita a violência contra as mulheres, com Bolsonaro e seu discurso misógino. Justiça por Mayara!

terça-feira 17 de maio | Edição do dia

Imagem: Reprodução/Facebook

A jovem cursava licenciatura em Ciências Biológicas na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), e teve seu corpo encontrado com muitos ferimentos. Ele foi achado na noite de domingo na estrada da Serra da Paulista por uma pessoa que auxiliava nas buscas.

Mayara estudava em Campinas e costumava voltar para São João da Boa Vista para passar os finais de semana, muitas vezes saindo para fazer trilhas.

A estudante ingressou no curso de Ciências Biológicas em 2017 e concluiu o bacharelado no segundo semestre do ano passado, durante a pandemia da Covid-19.

Atualmente, Mayara cursava licenciatura plena em Ciências Biológicas e atuava como PAD (Programa de Apoio Didático) da disciplina de Biofísica e Fisiologia humana 2. Também dava aulas em um cursinho popular.

Nós do Esquerda Diário, do Pão e Rosas e da Faísca Unicamp nos solidarizamos com familiares, amigos e colegas de curso que sentem o luto dessa perda. Estaremos juntos para exigir justiça por Mayara!

Somente a mobilização das mulheres, em conjunto com setores oprimidos e os trabalhadores pode impor uma saída de fato para toda essa violência, que é de responsabilidade do Estado que a perpetua, e que as investigações sejam levadas adiante.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias