Cultura

MÚSICA POTIGUAR

Especial Música Preta Potiguar apresenta "Corpo Estranho" de Jo Piter

sexta-feira 5 de fevereiro| Edição do dia

A Nightbird, uma produtora independente de Natal, realizou o Nightbird Sessions 2021 - Especial Música Preta Potiguar, que convidou quatro artistas potiguares para um evento de muita música e conversas sobre suas experiências enquanto músicos negros. A gravação do evento foi ao ar no dia 31/01 pelo YouTube e no IGTV.

Foram apresentadas as músicas "Corpo Estranho", de Jo Piter, "Sina da Boemia" de Sâmela Ramos, "Faça Valer" de Sueldo Soaress e "Palco" de Quilomba Zu, com a participação dos músicos Igor Sherman (Jo Piter) e Moisés Cruz (Sâmela Ramos).

Compartilhamos aqui a exibição do vídeo e a letra de "Corpo Estranho", que trata do racismo policial e de resistência no país da casa grande. Conheça e compartilhe.

LETRA: Corpo Estranho (letra/melodia/harmonia - Jo, Baixo - Igor Sherman)

Intro
Mais um dia de corre nessa floresta de concreto
A cada preto que sobe, a casa grande desce
Olha pra essas margens, quem é que apanha dos fardados e são injustiçados? (2x)
É a coisa da preta mesmo (2x)

Refrão
Querem nos parar mas não vão nos derrubar!
Querem nos parar mas, não vão nos derrubar, não, não, não, não! (2x)

Segunda parte
Puxou o gatilho, o sangue que escorre a gente sabe muito bem de quem é.
Favela ainda é senzala, irmão e viemos Sabotage então.
Refrão
Querem nos parar mas, não vão nos derrubar
Querem nos parar mas, não vão nos derrubar, não, não, não, não! (2x)

Terceira parte
Quantos mais vão matar? Quantos mais, quantos mais?
Quantos mais vão matar? Quantos mais vão matar? Quantos mais vão matar? Quantos mais vão matar, quantos mais, quantos mais?

Refrão
Final

Na chamada presente resistência, hoje e sempre!




Tópicos relacionados

Racismo Policial   /    Natal   /    Racismo   /    Rio Grande do Norte   /    Música   /    Cultura

Comentários

Comentar