×
Rede Internacional

FEMINICÍDIO | Espancada a vassouradas pelo marido até a morte: mais um caso de feminicídio em MS

Morreu na capital do estado sul mato-grossense essa manhã mais uma vítima de feminicídio. Mais uma para a triste estatística de um país que registra a morte de 1 mulher a cada 7 horas.

quarta-feira 17 de março | Edição do dia

Fonte: Direto das Ruas

Leonida Freitas, de 48 anos, passou mal, foi para a rua pedir socorro, caiu e morreu na manhã desta quarta-feira (17/03), em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Segundo a família da vítima, o "mal súbito" acontece dias após ela ser espancada a vassouradas pelo marido. Os parentes afirmam que Leonida apanhava com frequência e que foi espancada pelo marido na casa onde o casal vivia, com o filho de 15 anos.

“Ele bateu muito nela e fugiu”, revelou Catarina de Souza, 59 anos, que se identificou como irmã da vítima. Depois de bater na mulher, segundo as testemunhas, o homem fugiu, mas retornou nesta manhã e agrediu novamente a mulher. Desesperada e reclamando de dores, a vítima correu para a rua nesta manhã, mas não resistiu e morreu na rua.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado para atender a ocorrência, mas quando chegou ao local nada pôde fazer.

É mais um caso asqueroso de machismo e de violência contra duas mulheres no Brasil, um país onde a cada 7 horas ocorre um caso de feminicídio. Em plena pandemia testemunhamos um recorde dos casos de violência doméstica e de feminicídios, trajetória que acompanha o crescimento em meio ao governo misógino de Bolsonaro.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias